Publicidade

No Kansas, Nelsinho Piquet reencontra estilo de pista dos melhores resultados de 2011. Brasileiro chega à fase do campeonato dos ovais de 1,5 milha com bandeira ecológica

Uma semana depois de brilhar na corrida de Rockingham, quando foi o mais rápido durante todo o final de semana, Nelsinho Piquet e a equipe do Chevrolet Silverado #30 desembarcam nesta semana no Kansas Speedway, palco da quarta etapa da temporada da Nascar Truck Series.

A corrida deste sábado é a primeira das 10 previstas para ovais de 1,5 milha em 2012. Foi em pistas com essas características, os chamados “ovais intermediários”, que o brasileiro conseguiu suas performances mais expressivas na temporada de 2011, sua primeira completa na Truck Series.

“A gente vem de uma vitória pela K&N em Bristol, um bom sexto lugar em Martinsville e uma prova fantástica em Rockingham, com pole e mais de 100 voltas na liderança. O momento não poderia ser melhor para chegar às pistas de 1,5 milha cheio de confiança”, afirma o piloto.

Desde 2010, ano em que realizou apenas algumas corridas ao longo da temporada, para um contato inicial com a Nascar, Nelsinho fez 15 corridas em pistas intermediárias. Largou entre os 10 primeiros em 10 delas e em 9 chegou dentro do top-10. Se for considerado apenas o ano de 2011, o de sua primeira temporada completa na categoria, o cenário é ainda mais positivo, com 75% de top-10 (vide tabela abaixo).

Foi graças aos bons resultados em pistas intermediárias no ano passado que Piquet Jr. lutou pelo título de “rookie of the year” até a prova final e terminou a temporada em décimo lugar. Em circuitos de 1,5 milha, ele fez três quartos e um sexto lugar nas últimas cinco provas de 2011. Também foram em autódromos dessas característica que o brasileiro obteve seus dois melhores resultados na Truck Series, o segundo lugar na corrida de primavera em Nashville e o terceiro em Chicago.

“Nosso planejamento para o ano era chegar a esta fase do campeonato entre os 10 melhores, para daí buscar avançar mais na classificação aproveitando as pistas mais favoráveis”, diz Nelsinho, lembrando que 10 das próximas 19 corridas do ano acontecem em circuitos de 1,5 milha.

Chris Carrier, o chefe da equipe do Silverado #30 acredita que mais uma vez eles estarão muito competitivos neste final de semana. “Nelson correu muito bem no Kansas no ano passado, quando largou em quarto e chegou em oitavo. O layout da pista casa bem com o estilo de pilotagem dele. A superfície é um tanto áspera, mas depois do que ele fez naquela pista ondulada de Rockingham isso não é uma preocupação tão grande.”

Para a prova de 167 voltas deste sábado, a equipe Turner Motorsports vai estrear um novo chassi no Chevrolet Silverado #30, o TMS-210. Outra novidade estará estampada na parte traseira da picape e sobre a janela do lado esquerdo e dará um novo significado ao termo “green, green, green”, que é o que o piloto escuta pelo rádio nas largadas e relargadas durante uma corrida de Nascar.

A marca traz uma folha verde no formato da tradicional gota presente nos capacetes de todos os pilotos da família Piquet. Sobre o nome de Nelsinho há a inscrição “zero-carbon”. Essa iniciativa é parte de uma ação mais ampla e está em linha com as preocupações ambientais da Nascar.

O brasileiro vai percorrer no máximo 11.500 milhas em treinos e corridas pela Nascar ao longo deste ano. Ele adquiriu da organização ClimateCare créditos para neutralizar 28,5 toneladas de CO2, o que corresponde à emissão de um carro da Cup Series em ritmo de bandeira verde durante todas as voltas do ano.

“Hoje em dia é impossível não se preocupar em compensar nosso impacto ambiental. A marca no meu truck é para mostrar a importância desse tipo de medida e motivar os fãs a repetirem a iniciativa, criando uma conscientização maior”, observa Nelsinho.

Estabelecida no Reino Unido há mais de uma década, a ClimateCare tem em seu portfólio parcerias de sucesso com empresas referência no mercado automotivo, tais como Land Rover e Jaguar e é responsável pela neutralização de mais de 12,5 milhões de toneladas de CO2 em seus projetos de abrangência global.

Na próxima semana, o site oficial de Nelsinho Piquet também deve ser ativado na iniciativa verde do piloto, engajando os fãs que seguirem o exemplo de neutralizar suas emissões de CO2.

Nesta sexta estão previstos dois treinos livres e no sábado a definição do grid para a corrida de 250 milhas acontece pela manhã -Nelsinho saiu entre os 10 melhores nas 8 das últimas dez corridas que fez na Truck Series. A largada acontece às 15h de sábado (pelo horário de Brasília) e o canal Fox Sports anuncia a transmissão para o Brasil.

Números da carreira de Piquet Jr. na Truck Series

Em todas as pista onde competiu (2010, 2011 e 2012)
Corridas disputadas: 33
Top-10 na prova: 15
Top-10 no grid de largada: 20

Em pistas intermediárias (2010 e 2011)
Corridas disputadas: 15
Top-10 na prova: 9
Top-10 no grid de largada: 10

Em pistas intermediárias (2011)
Corridas disputadas: 12
Top-10 na prova: 8
Top-10 no grid de largada: 10

Classificação do campeonato 2012 após três corridas

1 Timothy Peters 121
2 Justin Lofton 115
3 Ty Dillon 114
4 James Buescher 111
5 Parker Kligerman 101
6 Nelson Piquet Jr. 100
7 Jason White 94
8 John King 93
9 Ron Hornaday 90
10 David Starr 84


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade