Publicidade

Depois da homologação pela CBA, o XRC segue o seu programa de testes. Já foram mais de 300km percorridos em ritmo de esforço total e o comportamento continua surpreendendo

. Os testes do XRC só foram interrompidos, a rigor, duas vezes. Durante os dois dias semana em que esteve à disposição da CBA, para que pudesse ser desmontado, medido e escrutinado para que fosse homologado e durante a semana em que seus primos de concepção, com quem dividem um DNA comum, estavam engajados em fazer bonito no RN1500 uma das mais duras provas de Cross Country do calendário brasileiro.

Durante todo o resto do tempo o XRC segue uma rotina incansável,b/> que o leva das trilhas para o dinamômetro e de volta para as trilhas, como o verdadeiro atleta que é em busca do aperfeiçoamento de suas qualidades. E tanto em um como em outro campo, o XRC vai cumprindo metas, vencendo obstáculos e ganhando aperfeiçoamentos.

É a constante de um carro de competição, não descansar nunca e procurar a evolução permanente dentro dos parâmetros estabelecidos pelo regulamento e por sua Ficha de Homologação. Uma Ficha de Homologação que o premia com uma Categoria Exclusiva dentro do Rally Brasileiro, tamanha é a sua importância e contribuição para o futuro dessas competições no Brasil.

Os pilotos começam a aparecer para ver e experimentar de perto o XRC e todos ficam impressionados com muito mais do que a qualidade de construção e a atenção aos detalhes de acabamento. São unanimes em elogiar a suspensão, as reações precisas, a eficiência dos freios e a facilidade do câmbio sequencial. O pacote está à altura do que esperavam todos dirigentes, pilotos e copilotos, com certeza os fãs do rally serão os próximos a se encantar com esse produto da engenhosidade brasileira que, mesmo conduzido no limite, segue mostrando a sua face de digno representante maior da geração 4×4 do Rally Brasileiro.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade