Pagamento do Brasil Carinhoso começa nesta segunda-feira

Começa nesta segunda-feira (18), em todo o país, o pagamento do Benefício para Superação da Extrema Pobreza na Primeira Infância (BSP). O novo benefício é uma das iniciativas da ação Brasil Carinhoso – Primeira Infância, anunciada em maio pela presidenta Dilma Rousseff, e integra o Plano Brasil Sem Miséria. Ele será concedido automaticamente a todas as famílias beneficiárias do Bolsa Família com crianças de 0 a 6 anos e que ainda se encontram em situação de extrema pobreza – com renda mensal até R$ 70 por pessoa.

As famílias que tiverem direito ao novo benefício serão informadas por meio de mensagem no extrato de pagamento. A forma de pagamento do Brasil Carinhoso obedecerá aos mesmos critérios dos demais benefícios do programa Bolsa Família. O valor poderá ser sacado com o cartão do Bolsa. As datas seguem o escalonamento já aplicado conforme o Número de Inscrição Social (NIS) de cada beneficiário.

A ampliação dos recursos do Bolsa Família, por meio do Brasil Carinhoso, atenderá cerca de 2 milhões de famílias e 2,7 milhões de crianças. Com isso, estima-se a redução de cerca de 40% da extrema pobreza no Brasil e de 62% para a primeira infância.

Cálculo – O valor do BSP, que tem caráter adicional, varia de acordo com a necessidade de cada família. O cálculo é feito de forma individualizada, de modo que a família receba a quantia necessária para garantir renda mensal superior a R$ 70 por pessoa.

Por exemplo: uma família composta por um casal e um filho de 4 anos, cuja renda familiar, antes dos benefícios do Bolsa Família, fosse de R$ 60 por mês. Ao entrar no programa, essa família passou a receber o benefício básico, no valor de R$ 70, e mais um benefício variável de R$ 32, totalizando R$ 102 em benefícios do Bolsa Família. A renda total dessa família passou a ser de R$ 162. Porém, dividido pelos três membros, esse valor totaliza R$ 54 por pessoa. Ou seja, mesmo com os benefícios, a família continua em situação de extrema pobreza. Por isso terá direito ao BSP.

Nesse exemplo, o valor do BSP será equivalente à diferença entre R$ 70,01 e a renda atual da família, de R$ 54 por pessoa. Assim, o valor do benefício, para essa família, será de R$ 50 mensais, suficientes para garantir que a renda total chegue a R$ 212 e que cada integrante tenha renda superior a R$ 70 mensais.

A partir do Brasil Carinhoso, o Bolsa Família passa a ser composto por quatro tipos de pagamentos, de acordo com o perfil das famílias inscritas no programa: o Benefício Básico, o Benefício Variável (que inclui o BVN – Benefício Variável Nutriz, e BVG – Benefício Variável Gestante), o Benefício Variável Vinculado ao Adolescente (BVJ) e o Benefício para Superação da Extrema Pobreza na Primeira Infância (BSP), criado com o lançamento da ação Brasil Carinhoso.



Leia Também:
Anterior:

Próxima: