Motoristas esquecem de abastecer o reservatório extra de gasolina em carros flex fuel. Com a chegada do inverno, donos de veículos flex podem ser pegos de surpresa com o reservatório vazio

Quem abastece o carro com etanol sabe que as partidas durante as manhãs podem apresentar falhas. Isso porque muitos motoristas se esquecem de encher o reservatório extra (também conhecido como tanquinho) com gasolina, presente nos modelos bicombustíveis, para auxiliar a partida em dias frios.

Durante o inverno, o fato de se esquecer de abastecer o tanquinho pode trazer alguns transtornos para os proprietários de veículos bicombustíveis no momento da partida. Em temperaturas abaixo de 15º.C, a combustão do etanol é mais difícil que da gasolina. Dessa forma, podem ocorrer falhas na partida e na aceleração inicial dos veículos, especialmente se o tanquinho não estiver abastecido.

“É importante que o reservatório extra, também conhecido como tanquinho, esteja sempre cheio, independentemente do tipo de combustível utilizado no tanque. Além de garantir partidas mais precisas e melhor dirigibilidade, esse procedimento também evita o ressecamento dos componentes, como do próprio reservatório”, explica Fabiana.

Tecnologia ajuda proprietários “esquecidos”
Já está disponível no mercado a tecnologia Flex Start, que elimina o reservatório extra de gasolina em veículos flex. Trata-se de um sistema de gerenciamento eletrônico para aquecimento de combustível, que entra em operação na partida e também na fase fria de funcionamento do motor.

Com o Flex Start, o etanol é aquecido antes de ser injetado no motor, por meio de uma galeria de combustível equipada com lanças aquecedoras, instaladas na galeria de combustível, que são acionadas e monitoras por uma exclusiva unidade de controle de aquecimento. Assim, o combustível é injetado de forma pulverizada, melhorando a combustão, assegurando uma melhor resposta na partida a frio.

“Além de melhorar a eficiência da partida a frio em carros abastecidos 100% com etanol, a tecnologia Flex Start reduz as emissões de poluentes em até 40%. É no momento de partir o motor que ocorre a maior liberação de gases poluentes”, conclui Fabiana.

A tecnologia Flex Start já equipa dois modelos no mercado brasileiro: o Polo Bluemotion, da Volkswagen, e o Peugeot 308. Novos veículos devem ganhar o sistema nos próximos anos.

Mais informações no www.bosch.com.br ou www.flexstart.com.br



Leia Também:
Anterior:

Próxima: