Novo “Mercedinho”, Accelo 815 é o caminhão Euro 5 mais vendido do Brasil. Nova família Accelo responde por mais de 46% das vendas de caminhões leves Euro 5 no país

O caminhão leve Accelo 815 da Mercedes-Benz conquistou a preferência do mercado. Entre janeiro e julho, foram emplacadas 1.346 unidades, o que faz desse modelo o mais vendido do Brasil entre os veículos Euro 5.

“O sucesso de venda do Accelo 815 reafirma a tradição dos ‘Mercedinhos’, que contam com mais de 40 anos de reconhecimento dos clientes por atributos como baixo consumo, reduzido custo operacional, robustez e versatilidade para o transporte de cargas e a distribuição de produtos e mercadorias na cidade e em curtas distâncias”, diz Tânia Silvestri, diretora de Vendas e Marketing de Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil.

A nova família Accelo responde por mais de 46% das vendas de caminhões leves Euro 5 no mercado brasileiro. No total, são 2.154 unidades comercializadas entre janeiro e julho deste ano: 1.346 caminhões Accelo 815 e mais 808 unidades do Accelo 1016.

“Graças ao excelente desempenho de venda da nova família Accelo, aumentamos a nossa participação de mercado entre os leves, saltando de mais de 26% entre janeiro e julho de 2011 para mais de 30% no mesmo período deste ano”, destaca a executiva.
Mais valor para os clientes
Além de manter as vantagens consagradas do “Mercedinho”, o Accelo 815 oferece mais valor para os clientes, a começar pelo novo motor OM 924 LA, que, com a tecnologia BlueTec 5, está até 6% mais econômico no consumo de combustível e com menores emissões, atendendo aos limites do PROCONVE P-7 (Euro 5).
O motor OM 924 LA é muito durável para sua aplicação, sendo inclusive utilizado nos caminhões semipesados Atego de 17 toneladas, mostrando assim toda sua robustez, resistência e durabilidade, características reconhecidas e apreciadas pelos clientes. A maior durabilidade do mercado a serviço do transportador, característica tradicional dos “Mercedinhos”.

A linha Accelo se destaca também pelos maiores intervalos de troca de óleo. No serviço severo, por exemplo, o ganho foi de 125% a mais, passando de 20.000 km para 45.000 km. Isso reduz os custos operacionais e aumenta a disponibilidade do caminhão, ou seja, mais rentabilidade.

Os caminhões leves da Mercedes-Benz são reconhecidos ainda pela facilidade e rapidez de manutenção, retornando rapidamente para o trabalho. Dessa forma, o cliente obtém maior produtividade em sua atividade de transporte.

Maior capacidade de carga
Uma das grandes novidades da linha de caminhões leves 2012 é a maior capacidade de carga. Com 8.300 kg de peso bruto total – PBT, o Accelo 815 marcou a entrada da Mercedes-Benz na faixa de 8 toneladas de PBT. Já o Accelo 1016 alcança 9.600 kg de PBT. Em conjunto com a maior plataforma de carga do segmento, que permite a utilização de carroçarias até 6,5 metros de comprimento, a maior do segmento de leves, isso resulta em muito mais produtividade para a distribuição urbana do que qualquer outro caminhão leve, contribuindo para maior rentabilidade do cliente.

O Accelo 1016 permite a instalação de um terceiro eixo, o que pode ser feito por empresas implementadoras, ampliando a sua capacidade de carga para 13.000 kg de PBT, quando equipado com o câmbio Mercedes-Benz de 6 marchas, possibilitando o uso de carroçarias com até 8 metros de comprimento.
Facilidade de manobra otimiza a produtividade do motorista
As dimensões compactas e o reduzido círculo de viragem (o menor da categoria, até 1,2 metro menor) tornam o Accelo um caminhão perfeito para o tráfego intenso das grandes cidades. Ele movimenta-se com extrema facilidade, mesmo em vias estreitas e no interior dos bairros. O elevado torque assegura rapidez nas entregas, mesmo em regiões com ladeiras acentuadas.

Espaçosa e ergonômica, a nova cabina oferece um alto nível de conforto aos ocupantes. Mais prático e funcional, o novo painel de instrumentos, com computador de bordo e tecla de navegação, traz funções que auxiliam o condutor a operar o veículo de uma forma mais econômica. Caso, por exemplo, da indicação do consumo de combustível instantâneo do veículo, expresso em km/l, que é um item de série.

Accelo permite o uso da maior carroçaria VUC do mercado
Os caminhões leves Accelo da Mercedes-Benz oferecem mais vantagens para os clientes que atuam no transporte e distribuição urbana de cargas na cidade de São Paulo. Com o Accelo 815 e o Accelo 1016, a marca ampliou a oferta de modelos VUC (Veículo Urbano de Carga), que têm maior flexibilidade de circulação na cidade, mesmo em zonas de restrição. Além disso, passou a oferecer a maior capacidade de carga entre os caminhões VUC disponíveis no mercado.

Tanto o Accelo 815, como o Accelo 1016, na versão de distância entreeixos de 3.100 mm, permitem a utilização da maior carroçaria de caminhões VUC do mercado, de 4,5 metros de comprimento, sem necessidade de qualquer retrabalho pelo implementador. Com isso, asseguram grande volume de carga e elevada capacidade de carga útil.
Com cerca de 20 m³ de capacidade volumétrica de carga, o Accelo VUC transporta o equivalente a duas caminhonetes asiáticas com baú de 3 metros de comprimento. E em capacidade de carga, o Accelo 1016, com seus 6.200 kg, substittui cerca de quatro destas caminhonetes. Ou seja, o caminhão leve da Mercedes-Benz faz menos viagens para a mesma quantidade de carga, aumentando a produtividade e a rentabilidade para o cliente.

Diversidade de aplicações
Os caminhões Accelo são ideais para distribuição de mercadorias e para entrega e coleta de cargas e produtos em trajetos urbanos e intermunicipais. São indicados também para curtas distâncias rodoviárias e zonas rurais.
Entre diversas aplicações, os caminhões leves Mercedes-Benz atendem ao transporte de alimentos, hortifrutigranjeiros, materiais de construção, móveis, eletrônicos, eletrodomésticos, decoração, produtos frigorificados, bebidas, setor atacadista, autossocorro, botijões de gás e outros. Para tanto, utilizam principalmente carroçarias baú, carga seca aberta, baú frigorificado, plataformas de autossocorro e diversos outros implementos.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: