Publicidade

Maestro implanta governança corporativa. Após receber investimento de Private Equity, no final do ano passado, empresa alterou sociedade, criou conselho de administração e adquiriu maior disciplina financeira

A Maestro Frotas, uma das empresas de locação de frotas corporativas que mais cresce no País, é um exemplo de média empresa que já instituiu ações de governança corporativa no seu dia a dia. Após receber R$ 55 milhões de investimento no final do ano passado do Grupo Stratus, empresa brasileira de private equity com foco no middle-market, a Maestro promoveu uma série de mudanças na área administrativa.

As primeiras delas foram a alteração de sociedade limitada (LTDA) para sociedade anônima (S/A) e a contratação de um CFO, o executivo Carlos Alves, com experiência de vários anos no setor, que se incorporou ao time da Maestro em setembro de 2011.

A empresa, que antes compartilhava as áreas administrativa e financeira com o Grupo ABA – um dos 10 maiores grupos da Rede Chevrolet na Grande São Paulo e que era o controlador da empresa até o ingresso do fundo Stratus -, passou a ter áreas próprias. Isto culminou em maior solidez nos seus processos internos e independência administrativa.

A criação de um conselho administrativo também foi uma das ações implantadas na Maestro. Com o objetivo de discutir questões relacionadas à gestão do negócio e apresentar resultados corporativos, o conselho da empresa se reúne mensalmente e é composto por Alberto Camões, sócio-fundador da Stratus; Eduardo Oliveira, diretor da Stratus; Fernando Zingales, representante do DEG (Banco de Desenvolvimento Alemão), que teve co-participação no aporte de capital recebido pela Maestro ano passado; José Ricardo Quintana, conselheiro independente e ex presidente da Sascar e do Banco Um, e Alan Lewkowicz, diretor do Grupo ABA.

“A estruturação de todas essas ações de governança é um dos grandes benefícios trazidos pelo ingresso do Grupo Stratus no capital da Maestro”, conta Fabio Lewkowicz, presidente da Maestro, ao acrescentar que, além do aporte de capital, outro ponto positivo da associação foi ampliar a disciplina financeira.

O fôlego para investir também aumentou. Com expectativa de que o mercado de frotas corporativas se mantenha em ritmo de crescimento, a Maestro está investindo R$ 80 milhões na ampliação e renovação da sua frota ainda em 2012. Com isso, a empresa deve chegar ao total de 4.000 veículos até o final do ano. “Isso tudo faz parte do plano de crescimento da Maestro. Pretendemos contar com uma frota de 17 mil veículos nos próximos cinco anos”, finaliza Lewkowicz.

Sobre a Maestro

Fundada em 2007, a Maestro atende cerca de 80 empresas no setor de frotas corporativas, buscando diferenciar-se pelo alto nível de prestação de serviços e agilidade no atendimento a seus clientes.

Em 2011, o controle da empresa foi adquirido pelo Grupo Stratus, de Private Equity, tendo a co-participação do DEG, Banco de Desenvolvimento Alemão, como co-investidor.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade