Publicidade

Combustol desenvolve tecnologia para produção de peças do setor automotivo. Forno será utilizado para recozimento isotérmico de componentes dos impulsores de partida e peças do sistema de freios ABS

O Grupo Combustol & Metalpó (www.combustol.com.br), um dos principais grupos industriais do país nos segmentos de fornos industriais, refratários, tratamento térmico e metalurgia do pó, concretizou mais um grande negócio, desta vez, voltado para o setor automotivo. Ao longo de cinco meses, a empresa desenvolveu e construiu um forno semicontínuo tipo pusher modelo FEEM–61/732/61-1000ºC-500kg/h para a Zen Indústria Metalúrgica, que produz sistemas e componentes para o mercado automotivo nacional e internacional.

Com entrega prevista para novembro, o forno será utilizado para recozimento térmico das peças dos impulsores de partida e das rodas dentadas, denominadas de roda de pulso ou anel de pulso. A peça faz parte do sistema de freios ABS (anti blocking system) e tem como função enviar sinais a uma central eletrônica do automóvel impedindo o travamento das rodas em caso de acionamento do freio.

Com capacidade de produção de até 500kg/h, o forno conta com um sistema de movimentação de cargas tipo “pusher” (empurrador), realizada por meio de cestos de material em aço inoxidável. Revestido com materiais refratários produzidos pela divisão de refratários da própria Combustol, as soleiras e trilhos – que são fabricados com material cerâmico que possui excelente resistência à abrasão e ótima resistência mecânica em altas temperaturas – têm a função de suportar os cestos com os componentes que serão tratados. O forno possui atmosfera de nitrogênio, que protege os componentes automotivos contra formação de carepa (oxidação), além de evitar a perda de carbono durante o processo de recozimento.

Dentre as inúmeras vantagens do equipamento estão o controle preciso de temperatura e de ciclos térmicos utilizando tecnologia de última geração por meio de CLP (Controle Lógico Programável), que, também tem a função de controlar e comandar todo seu funcionamento. Possui ainda um Sistema Supervisório desenvolvido pela Combustol que permite que a operação seja visualizada em tempo real, possibilita a programação de todos os parâmetros de controle, emite relatórios dos componentes tratados e disponibiliza informações sobre o desempenho do forno.

“O equipamento proporciona excelente produtividade com baixo consumo de insumos e energia, o que o torna economicamente rentável,” afirma o gerente Comercial da divisão de equipamentos metalúrgicos da Combustol, Donizetti Ribeiro, que comenta ainda, “o equipamento não possui qualquer componente que possa agredir o meio ambiente, uma vez que, o Grupo está totalmente voltado aos projetos ligados à responsabilidade ambiental”, afirma.

A parceria entre o Grupo Combustol e a ZEN S/A já rendeu outros negócios, entre eles a entrega dos fornos elétricos automáticos modelo T-7E, fornos a gás automáticos modelo T-7G, fornos a gás poço selado para recozimento sob atmosfera de nitrogênio, geradores de gás endotérmico G-1500E e máquina lavadora de peças WR-7E com aquecimento elétrico e WR-7G com aquecimento a gás. Segundo o analista de processo termoquímico da ZEN, Pierre Pereira, “a empresa espera aumentar seus lucros com a possibilidade de atuação em novos mercados, por isso, trabalha fortemente na busca de novas soluções e com o que há de melhor no mercado”.

A Combustol atende aos mais altos padrões de qualidade e segurança na construção de seus equipamentos. Certificado pelas normas de qualidade API-6A, CQI-9 e AMS 2750, o forno elétrico tipo Pusher foi construído seguindo todas as normas, como a NR10, que estabelece os requisitos e condições mínimas exigidas para garantir a segurança e saúde dos trabalhadores que interagem com instalações elétricas em suas etapas de projeto, construção, montagem, operação e manutenção e a NR12, que estabelece os procedimentos obrigatórios nos locais destinados a máquinas e equipamentos, como piso, áreas de circulação, dispositivos de partida e parada, normas sobre proteção de máquinas e equipamentos, bem como manutenção e operação.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade