Publicidade

Setor de locação contará com espaço exclusivo na Construction Expo 2013

O setor de locação de equipamentos vem passando nos últimos anos por mudanças estratégicas para manutenção de sua competitividade. Com a entrada de novos empreendedores, a oferta de equipamentos importados a preços atrativos e de uma série de instrumentos de financiamentos que facilitam a compra de equipamentos fabricados nacionalmente, os empresários da área de rental perceberam que ter a disponibilidade da máquina para atender uma obra não é mais um diferencial.

“Hoje, não é o parque de máquinas que vence uma concorrência, é necessário entender realmente a necessidade de nosso cliente e oferecer serviços, atendimento e garantia de manutenção”, explica Eurimilson Daniel, vice-presidente da Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção. “É necessário, ainda, que a locadora tenha capacidade para inovar constantemente, que consiga formar e reter profissionais e que esteja atenta às normas e exigências legais, que se multiplicaram nos últimos anos”, acrescenta.

Para mostrar essa nova realidade do segmento da locação, a Construction Expo 2013 – 2ª Feira Internacional de Edificações & Obras de Infraestrutura terá um o Salão do Rental, que contará com a participação das principais empresas desse setor em todo o País. Esse espaço exclusivo já tem o apoio da Apelmat – Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplanagem e Ar Comprimido, da ABELME – Associação Baiana das Empresas de Locação de Máquinas e Equipamentos, e do Sindileq-PE – Sindicato dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas de Pernambuco.

De acordo com Daniel, essa iniciativa é inédita no setor de locação, por isso a receptividade e aceitação das entidades e das empresas atuantes no mercado estão sendo muito boas. Uma prova disso é que o Salão do Rental já conta com dezenove áreas reservadas, de um total de vinte. “Como existem muitas empresas interessadas, já aumentamos o espaço para comportar essa demanda”, conta.

Essa oportunidade é única, segundo Daniel, uma vez que é mostrará a importância de toda a cadeia da locação para o setor de edificações e da infraestrutura. “Os novos participantes desse segmento já trabalham com essa postura de que é necessária uma gestão eficiente do negócio, incluindo termos fiscais, legais e documentais, para continuar atuando de forma competitiva nesse mercado. E os locadores mais antigos também estão com uma maior preocupação com a gestão eficiente de seus negócios”, analisa. “Com o crescimento do número de obras e as boas expectativas na área de infraestrutura, nosso mercado só tende a se ampliar”, complementa.

Estimativa da Sobratema mostra que do total de equipamentos de linha amarela vendidos no Brasil, 30% se destinam hoje ao mercado de locação. Há dez anos, esse mercado representava apenas 15% da produção brasileira de máquinas. E a tendência é de aumento dessa participação, apesar de uma momentânea desaceleração ocorrida no primeiro semestre. De acordo com informações das entidades do setor de locação de equipamentos para construção, a estimativa é que o número de locadoras desse segmento seja de aproximadamente 4100 em todo o País.

Realizada no Centro de Exposições Imigrantes, entre os dias 5 e 8 de junho de 2013, a Construction Expo 2013 também terá o Salão da Construção Seca, que irá mostrar as aplicações e inovações das cadeias do steel frame e do drywall, o Salão ABCIC da Construção Industrializada do Concreto, Salão de Ferramentas para Construção, Mostra da Produtividade e Competitividade, Salão de Oportunidades de Investimentos em Infraestrutura nos Estados, Salão das Habitações de Interesse Social e Salão da Sustentabilidade e Green Buildings.

A exposição apresentará novidades de métodos construtivos, fornecedores de serviços e fabricantes de produtos, matérias-primas, insumos para construção de edifícios residenciais, comerciais, industriais, shopping centers e hospitais e para a execução de obras em rodovias, ferrovias, metrôs, pontes, acessos, terminais de cargas e estaleiros, na área de saneamento, em energia hidrelétrica e eólica, oleodutos e gasodutos, estruturas metálicas, entre outros.

As principais construtoras do Brasil e as principais entidades setoriais já anunciaram seu apoio à Construction Expo 2013, que proporcionará um ambiente ideal para realização de negócios a curto, médio e longo prazos.

Congresso

Simultaneamente à feira, haverá um Congresso que irá debater os temas mais importantes para o setor da construção, sendo palco de difusão de informações e troca de experiências entre profissionais, representantes e empresas desse segmento.

Resultado da participação das mais representativas entidades nacionais e internacionais, construtoras, fornecedores, universidades e renomados profissionais do setor da construção, o Congresso terá uma programação ampla com temas atuais, como desenvolvimento tecnológico, segurança e conformidade, alinhado às grandes metas setoriais da qualidade.

Apoio

As entidades confirmadas para participar do Conselho da Construction Expo 2013 são: ABCEM – Associação Brasileira da Construção Metálica, ABCIC – Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto, ABIFER – Associação Brasileira da Indústria Ferroviária, ABRAMAT – Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção, ABRASFE – Associação Brasileira das Empresas de Formas e Escoramentos, ABRAVIDRO – Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos, ANEPAC – Associação Nacional das Entidades de Produtores de Agregados para Construção Civil, ASFAMAS – Associação Brasileira dos Fabricantes de Materiais para Saneamento, CBCS – Conselho Brasileiro de Construção Sustentável, CTE – Centro de Tecnologia de Edificações, DRYWALL – Associação Brasileira do Drywall, Fundação Carlos Alberto Vanzolini, IABr / CBCA – Instituto Aço Brasil / Centro Brasileiro da Construção em Aço, IBRACON – Instituto Brasileiro do Concreto, INSTITUTO DE EGENHARIA – SP, SINAENCO – Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva, SINDAREIA – Sindicato das Indústrias de Extração de Areia do Estado de São Paulo, SINDUSCON-SP – Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, e SINICESP – Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado de São Paulo.

As entidades que confirmaram apoio à feira são: ABCE – Associação Brasileira de Consultores de Engenharia, ABCR – Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias, ABDIB – Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base, ABELME – Associação Baiana de Empresas Locadoras de Máquinas e Equipamentos, ABEMI – Associação Brasileira de Engenharia Industrial, ABENDI – Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção, ABESC – Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Concretagem, ABIFA – Associação Brasileira de Fundição, ABITAM – Associação Brasileira da Indústria de Tubos e Acessórios de Metal, ABMS – Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABPE – Associação Brasileira de Pontes e Estruturas, ABRAFILTROS – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas Automotivos e Industriais, ABRAMAN – Associação Brasileira de Manutenção, ABRATT – Associação Brasileira de Tecnologia Não Destrutiva, ABRINSTAL – Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações, ABS – Associação Brasileira de Soldagem, ABTC – Associação Brasileira dos Fabricantes de Tubos de Concreto, ABTS – Associação Brasileira de Tratamento de Superfície, ADEMI-DF – Associação Brasileira de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal, ALEC – Associação Brasileira das Empresas Locadoras de Bens Móveis, ANAPRE – Associação Nacional de Pisos e Revestimento de Alto Desempenho, ANFIR – Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários, ANPEI – Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras, APELMAT / SELEMAT – Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores De Máquinas De Terraplanagem e Ar Comprimido / Sindicato das Empresas Locadoras de Equipamentos e Máquinas para Terraplanagem e Construção Civil do Estado de São Paulo, APEOP-SP – Associação Paulista de Empresários de Obras Públicas, ASBEA – Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura, CBT – Comitê Brasileiro de Túneis, COBRACON – Comitê Brasileiro de Construção Civil, CREA-SP – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de São Paulo, FABET – Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte, FESEMG – Federação de Serviços do Estado de Minas Gerais, SECOVI – Sindicato das Empresas de Compra, Venda,Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo, SENAI/SP – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, SICEPOT-MG – Sindicato da Indústria da Construção Pesada no Estado de Minas Gerais, SINDILEQ-MG – Sindicato das Empresas Locadoras de Equipamentos, Máquinas, Ferramentas e Serviços Afins do Estado de Minas Gerais, SINDILEQ-PE – Sindicato dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas de Pernambuco, SINDILUB – Sindicato Interestadual do Comércio de Lubrificantes, SINDIPEDRAS – Sindicado da Indústria de Mineração de Pedra Britada do Estado de São Paulo, e SINDIPESA – Sindicato Nacional das Empresas de Transporte e Movimentação de Cargas Pesadas e Excepcionais.

Informações: www.constructionexpo.com.br


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade