Publicidade

Telit aponta a Africa do Sul como modelo de tecnologia anti furto de veículos para o Brasil

Números divulgados recentemente pela Secretaria de Segurança do Governo de São Paulo mostram que o furto de veículos continua crescendo no Brasil. De acordo com a Secretaria, onze carros são roubados a cada hora somente em São Paulo. Para diminuir esses números, a Telit Wireless Solutions, uma provedora global de módulos máquina a máquina (M2M) de alta qualidade e serviços de valor agregado, usa a Africa do Sul como um exemplo que o Brasil deveria seguir. De acordo com Cyril Zeller, diretor de venda da Telit, segmento global de telemática, “esse país Africano, que também pertence ao bloco econômico dos BRICS, e compartilha características sociais e econômicas com o Brasil, fez avanços significantes para reduzir o roubo de veículos”.

Para Zeller, a principal diferença é que a África do Sul tem adotado o uso disseminadado de tecnologias de rastreamento de veículos. Para comparação, de acordo com dados da Telit Wireless Solution, enquanto no Brasil somente 0.5% de toda a frota possui algum tipo de aparelho rastreador, na África do Sul 27% dos veículos são monitorados. Cyril Zeller diz que essa discrepância é explicada pelo fato de que o Brasil ainda espera por uma ação regulatória do governo, “já no país africano, a iniciativa privada já faz uso dos benefícios de implementar esse tipo de sistema”.

“Na África do Sul, seguradoras obrigam seus clientes a instalarem aparelhos rastreadores em seus veículos antes de emitirem apólices”. Zeller explica que os benefícios vão além de aumentar as taxas de recuperação de veículos roubados e a diminuição de furto. Os aparelhos rastreadores também ajudam as seguradoras a estabelecer o perfil de seus clientes, o que permite cobrar pela apólice conforme o uso do veículo. “Se o motorista dirige à noite em áreas de risco, ou até mesmo se ele estaciona em lugares inapropriados, isto faz com que o preço do seguro aumente, e fique mais apropriado conforme o uso do veículo, o que significa taxas mais justas para consumidores com menos riscos”.

De acordo com Ricardo Buranello, diretor da Telit América Latina, o Brasil já possui a tecnologia necessária para implementar sistemas rastreadores sofisticados: “o Spin_JAMM, um produto da empresa SpinCom, desenvolvedora de soluções via redes móveis, detecta a presença de jammers (aparelhos que bloqueiam o sinal de rastreadores) e emite um alarme visual e sonoro que alerta motoristas e agentes de segurança quando estão pertos desse tipo de aparelho”. Os jammers são muito usados por ladrões de cargas, e detectá-los a tempo permite dar preciosos segundos e minutos antes de um roubo, o que pode salvar vidas e carregamentos. “Isto é apenas um de muitos exemplos de sistemas anti furto que podem ajudar a diminuir as estatísticas de roubos de veículos no Brasil”, finaliza o diretor.

Como a única empresa dedicada somente ao M2M, a Telit cria valor através de parceria com seus clientes para fornecer, desde o conceito de desenvolvimento a até fabricação, condução especializada e suporte para trazer ideias e conceitos rapidamente ao mercado em todas as áreas de aplicações, incluindo espaço inteligente. Com serviços de produtos em celular, curto alcance e navegação de satélite facilmente agregado através de interfaces de software, os aparelhos M2M com a tecnologia Telit custam menos para integrar, manter, operar e atualizar com menores custos para produtos agregados e economia em traduzir em vantagens competitivas.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade