Publicidade

‘Motor Diesel e o Inovar-Auto’, por Luso M. Ventura

Com o passar dos anos o setor automotivo alcançou um nível de desenvolvimento tecnológico que o transformou num dos segmentos mais confiáveis da indústria mundial. Diversos caminhos foram trilhados e muita evolução foi alcançada. Todo esse crescimento proporcionou mais conforto e segurança ao usuário, mais durabilidade e menos poluição ambiental. Vejamos então o caso dos motores, mais especificamente o Diesel para carros de passeio, um propulsor que já foi considerado ruidoso e poluente, mas se tornou eficaz, durável e muito limpo.

O consumidor brasileiro, entretanto, tem estado afastado desta tecnologia para automóveis. Sabemos que as diversas experiências comparativas entre carros movidos a diesel e gasolina mostraram os ótimos resultados que os motores Diesel alcançaram.

Infelizmente o Brasil não acompanhou essa evolução de perto. Por conta da proibição do uso de motores Diesel em carros de passeio, desde a década de 1970, a indústria automotiva nacional ficou para trás, enquanto que globalmente, continuou investindo na melhoria e na evolução do propulsor que atingiu um alto nível tecnológico. Hoje eles mostram um grande avanço em melhorias das emissões, no ruído e nas vibrações, e ainda oferecem alto desempenho e conforto ao usuário.

Diante dessa realidade, o brasileiro, que só teve contato com esse propulsor em veículos pesados, e principalmente, em uma frota envelhecida que necessita de renovação, ainda acha que ele é poluidor e só serve para o transporte de cargas e passageiros. Grande engano! Muitos não têm ideia de que hoje o motor Diesel é a melhor opção em eficiência energética, com ótimo desempenho e durabilidade.

O mercado automotivo brasileiro é vasto e muito promissor. Possuímos diversos públicos, segmentos e uma variedade de empresas do setor automotivo que querem desenvolver tecnologias aqui. Mas, diversos entraves impedem os investimentos e emperram o crescimento de nossa economia
nesta área.

É difícil entender como ainda se proíbe a adoção do motor Diesel em veículos leves. Não é aceitável que o brasileiro não possa optar por uma motorização moderna e eficiente. Essa proibição não tem mais sentido, seja pelas características técnicas , qualidade do combustível ou meio ambiente. Esses motores atingiram níveis de emissões exigidos internacionalmente e, uma vez liberados, chegarão ao nosso mercado no estado da arte de seu desenvolvimento.

Quando comparamos o motor Diesel com qualquer outro motor de combustão ele é imbatível em eficiência energética. O mercado aguarda a sua chegada, e é preciso entender que há espaço para todas as alternativas de propulsão e de combustíveis. O carro Diesel irá ocupar um lugar no mercado que há muito tempo aguarda por ele. No Fórum SAE BRASIL de Tecnologia e Motores Diesel, que acontece nos dias 28 e 29 de agosto, em Curitiba, será apresentado como este propulsor é competitivo também nos automóveis.

Para a indústria brasileira é muito interessante que o motor Diesel para carros chegue ao nosso mercado, pois é uma alternativa que traz muitos benefícios, como geração de empregos, investimentos, desenvolvimento tecnológico e mais crescimento econômico. A possibilidade de oferecer mais uma opção aos usuários é viável para as empresas automotivas. Então, por que isso não acontece?

A evolução do Inovar-Auto pode ser a retomada para a discussão da volta desse motor. Esse programa, que tem como base a melhoria da eficiência energética, pode sim fazer com que a proibição seja repensada e essa motorização seja disponibilizada no mercado nacional. Vamos trabalhar nisso?

Luso M. Ventura é diretor de Comissões Técnicas e palestrante do 10º Fórum de Tecnologia e Motores Diesel, ambos da SAE BRASIL.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade