Publicidade

ZF integra sua transmissão automatizada e o opcional ZF Intarder ao pacote de tecnologias do novo Iveco Stralis Hi-Way

O opcional ZF Intarder garante um menor desgaste dos freios e maior segurança nas operações de transporte pesado e extrapesado, gerando uma potência de frenagem de 563 cavalos – que aliados ao freio-motor do Hi-Way chegam a um total de 978 cavalos.

A ZF marca sua presença como fornecedora da transmissão automatizada AS-Tronic, bem como do opcional ZF Intarder, do novo caminhão extrapesado Iveco Stralis Hi-Way, que será comercializado nas configurações 4×2, 6×2 e 6×4, e motores com potências de 440, 480 e 560 cavalos, e foi apresentado nesta semana ao mercado brasileiro. A AS-Tronic é item de série neste produto, comprovando a tendência de mercado em veículos pesados já saírem de fábrica com transmissão automatizada. O Stralis Hi-Way será apresentado ao mercado brasileiro durante a Fenatran 2013, o 19o Salão Internacional do Transporte, que será realizado de 28 de outubro a 1o de outubro em São Paulo (SP).

Com o Hi-Way, a Iveco pretende aumentar ainda mais seu market share em um dos principais segmentos do mercado de caminhões. No primeiro semestre de 2013, o nicho de pesados foi responsável por 36% das vendas totais de veículos comerciais no Brasil, segundo dados da Anfavea (associação que reúne os fabricantes de veículos do País). Nos números absolutos, foram vendidos 26.407 unidades, valor 33% superior na comparação com o mesmo período de 2012.

ZF AS-Tronic

A transmissão automatizada ZF AS-Tronic chegou ao Brasil em 2011 após um trabalho conjunto das engenharias do Grupo ZF e da Iveco para adaptar o produto às exigências do mercado brasileiro de transporte. A transmissão já equipa os modelos pesados da fabricante (Stralis e Trakker da Geração Ecoline). Em números totais, já foram vendidas mais de 8.000 transmissões ZF AS-Tronic para a Iveco no Brasil.

Um dos principais benefícios da transmissão é a facilidade de operação para o motorista, que não precisa realizar centenas de trocas de marchas ao longo do dia, permitindo que ele fique mais descansado e atento ao trânsito. Para frotistas, a economia de consumo de combustível também é um grande atrativo, e os percentuais são obtidos de acordo com a operação de transporte realizada.

“Por ser uma transmissão que nasceu automatizada, a ZF AS-Tronic é mais leve do que as transmissões convencionais. Ela não é sincronizada, o que aumenta sua eficiência e diminui a manutenção. Ainda oferece baixo nível de ruído – devido às engrenagens helicoidais – e pode vir com o ZF Intarder, retardador que auxilia no aumento da vida útil dos freios”, explica Thomas Schmidt, Diretor Operacional ZF Sistemas de Transmissão.

“A parceria entre ZF e Iveco para trazer a ZF AS-Tronic ao Brasil começou em 2008. Depois de estudar os diferentes cenários e analisar os desafios, iniciamos o ano de 2010 o desenvolvimento da transmissão para o primeiro Stralis com motor ainda Euro 3, de 460 cavalos de potência, lançado em abril de 2011 e que resultou no fornecimento de 2.500 unidades dessa transmissão”, diz o Diretor Operacional, Thomas Schmidt.

Hoje, a ZF AS-Tronic equipa as versões do pesado Stralis Ecoline com motores de potências entre 360 e 480 cavalos, além do veículo off-road Trakker, em suas versões com motores de 440 e 480 cavalos. Com a nova família Stralis Hi-Way, a transmissão ZF trabalhará com engenhos de 440, 480 e 560 cavalos de potência.

“Ao elencar os resultados do trabalho conjunto entre ZF e Iveco, podemos destacar que o Stralis teve que receber uma nova arquitetura eletrônica e, principalmente, foi adotada a transmissão de 16 velocidades, diferentemente do que é empregado na Europa (com 12 velocidades). Muitas horas da engenharia brasileira foram empregadas para extrair o melhor do software da transmissão, considerando as demandas de consumo e carga (até 74 toneladas), terreno e topografia. Para o Euro 5, foram quase dois anos de desenvolvimento aprimorando a sua utilização”, ressalta Thomas.

ZF Intarder

Para elevar a eficiência no transporte, o ZF Intarder é um opcional que, instalado junto à transmissão garante uma proteção extra aos freios do caminhão. No Hi-Way, o ZF Intarder responde por 57% da frenagem total possível: enquanto o freio-motor do Stralis entrega 415 cavalos de força, o produto da ZF gera 563 cavalos, que somados aos já produzidos pelo caminhão totalizam uma potência de frenagem de 978 cavalos.

Também conhecido como retardador secundário, o ZF Intarder possibilita que os freios de serviço permaneçam frios e prontos para uso em situações de emergência, permitindo também uma velocidade média maior em declives.

Ao contrário dos retardadores convencionais, o ZF Intarder é integrado à transmissão, e oferece cinco níveis de frenagem. O dispositivo se encarrega das funções tanto de arrefecimento como de aquecimento. Graças a essa tecnologia, é possível atingir rapidamente a temperatura adequada de operação do fluído da transmissão, fazendo com que o sistema opere na melhor condição para economizar combustível.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade