Publicidade

Torcedores do time alvinegro, pilotos paulistas vão disputar a 19ª temporada da história da categoria com caminhões Scania

Danilo Dirani está de volta ao grid do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. Depois do ano sabático que teve em 2013 no automobilismo, o paulista de 31 anos foi anunciado nesta terça-feira (25) como piloto titular da Ticket Car Corinthians Motorsport. Ele vai disputar a temporada de 2014 como parceiro do também paulista Roberval Andrade, proprietário da equipe. A primeira das dez etapas será disputada em Caruaru (PE) no dia 16 de março.

A equipe seguirá utilizando caminhões da marca Scania em 2014. “Num primeiro momento pensamos em trocar de marca, mas com isso acabaríamos abrindo mão de anos de aprendizado. Já temos uma receita competitiva para o caminhão Scania, existe todo um entrosamento em torno disso. Considerando tudo isso, concluímos que seria mais racional continuar com a marca”, explica Andrade, que pilota caminhões Scania desde 2000.

Campeão brasileiro da F-Truck em 2002 e 2010, ano em que tornou-se o primeiro campeão sul-americano da categoria, Andrade destaca a parceria com o Sport Club Corinthians Paulista – será o quinto ano consecutivo da equipe de automobilismo como representante do clube campeão das Américas e mundial de 2012. “Tem sido uma parceria positiva. E, com a vinda do Danilo, a equipe continua com dois torcedores corintianos como pilotos”, diz.

Roberval Andrade exalta, também, a confirmação de Danilo Dirani como outro piloto da Ticket Car Corinthians Motorsport. “Ele é um piloto rápido, muito experiente em várias categorias e que já mostrou um bom trabalho também na Fórmula Truck. É um piloto de ponta, conhece bem os caminhos do sucesso e penso que, com a chegada dele, nossa equipe torna-se ainda mais forte e mais competitiva, o que é positivo para o evento como um todo”, pondera.

Dirani estreou na Fórmula Truck em 2009, pela ABF/Volvo. Entre 2010 e 2012 defendeu a DF Racing Fans, equipe coordenada por Djalma Fogaça, pela qual conquistou sua única vitória até então na F-Truck, em 2011 na etapa de Curitiba. No ano passado, participou de uma corrida pela ABF/Mercedes-Benz substituindo Geraldo Piquet, que havia fraturado o ombro, e foi o responsável pela pilotagem do caminhão da ação promocional “Volta Rápida”.

“Eu vinha conversando com o Djalma para voltar a defender a equipe dele, aí surgiu a oportunidade de estar aqui ao lado do Roberval. Tive três anos muito bons com o Djalma, aprendi muito com ele e acho que também contribuí para que a equipe dele se tornasse ainda mais forte”, reconhece Dirani. “Agora o meu desafio será usar o que aprendi até hoje para construir uma parceria tão positiva quanto aquela aqui na equipe do Roberval”, acrescenta.

Danilo Dirani faz questão de frisar sua gratidão a dois nomes da F-Truck. “Eu devo muito ao Djalma, por tudo que aprendi com ele, e à dona Neusa, pelo voto de confiança”, diz, citando a presidente da categoria, Neusa Navarro. “Fiquei sem equipe em 2013 e a dona Neusa não só me manteve no evento como confiou a mim uma função importante, a responsabilidade de mostrar aos convidados como é andar em alta velocidade em um Fórmula Truck”.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade