Publicidade

Mercado brasileiro de veículos seminovos segue tendência europeia. Segundo executivo da DEKRA, o segmento de automóveis usados conquistará mais importância nos próximos anos

De acordo com estudo de mercado realizado pela DEKRA – multinacional alemã, presente em mais de 50 países e líder mundial em serviços para o setor automotivo – nos principais países europeus (Alemanha, Bélgica, Itália, França, Portugal, Espanha e Reino Unido), o setor de carros usados/seminovos registrou aumento de 3% nas vendas, entre 2008 e 2012, frente a uma queda de 15% na comercialização de veículos zero-quilômetro.

Segundo Miguel Silveira, responsável pelo desenvolvimento da DEKRA Automotive Solutions no Brasil – estrutura especializada em Gestão de Veículos Usados do Grupo DEKRA –, o mercado nacional acompanha esta tendência. “Em 2013, houve aumento de 4,7% nas vendas de veículos usados. Cerca de 70% deste volume tinham mais de cinco anos de uso. Já o licenciamento de novos caiu 1,6%, no mesmo período, conforme dados da Fenabrave.”

O especialista acredita que a desaceleração da economia, o aumento da restrição de acesso ao crédito e a elevação gradativa da alíquota do IPI nos modelos zero-quilômetro são fatores favoráveis ao mercado de seminovos, e um bom exemplo de como se pode aumentar a rentabilidade em tempos de retração da economia.

Por este motivo, Silveira destaca a importância de profissionalizar a gestão dos veículos usados, para atender, de maneira mais eficiente, ao crescimento da demanda por este tipo de produto. “Este mercado ganhará ainda mais força, sendo uma grande oportunidade para novos negócios. Porém, os revendedores devem estar preparados, pois este segmento é bastante competitivo e exigente.”

DEKRA Automotive Solutions

Líder na Europa, e reconhecida pelos principais players do setor automotivo como referência em termos de qualidade e know-how, a DEKRA Automotive Solutions está presente em mais de 16 países. No Brasil, está sendo montada uma estrutura especializada para atender aos parceiros locais e internacionais. “Expandimos o negócio para o mercado nacional, porque identificamos uma oportunidade de crescimento. Além disso, utilizamos o mesmo padrão europeu de qualidade para realizarmos a gestão e o desenvolvimento do segmento de usados”, explica Silveira.

Todos os dados do estudo acima mencionado foram apresentados pelo executivo da DEKRA durante a sua participação em um dos painéis no evento promovido pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), em Gramado (RS), em 14 de fevereiro.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade