Publicidade

Sinotruk Brasil conclui projeto da fábrica. Fabricante chinesa de caminhões finaliza projeto da unidade fabril que será construída na cidade de Lages, Santa Catarina

A futura subsidiária brasileira da fabricante de caminhões chinesa CNHTC (China National Heavy Duty Truck Group Corporation), nomeada SBTC (Sinotruk Brasil Truck Corporation) Indústria de Veículos S.A, comunicou oficialmente ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) a conclusão do projeto da fábrica, que será construída na cidade de Lages, em Santa Catarina, às margens da BR-282, na área industrial do Distrito de Índios, denominada PISC (Parque de Inovação da Serra Catarinense). Com área total de 270 hectares, o PISC foi criado através de um parceria entre o Governo do Estado de Santa Catarina e a Prefeitura Municial para atrair empresas do segmento automotivo e de novas tecnologias. A Sinotruk será a primeira a se instalar nesse local.

“A área da unidade fabril, com extensão total de 1 milhão de m², está demarcada e a terraplenagem do terreno deverá ter início nos próximos 60 dias”, conta Marcel Wolfart, gerente geral da Elecsonic, importadora dos caminhões da marca CNHTC, conhecida no mercado nacional como Sinotruk Brasil. A partir disso, a SBTC ingressará, ainda nos próximos dias, com o requerimento de habilitação ao Inovar-Auto junto ao MDIC, na modalidade Projeto de Investimento. Desde agosto de 2013, a Elecsonic já estava habilitada como importador no Novo Regime Automotivo criado pelo Governo Federal para promover a competitividade da indústria automotiva nacional.

De acordo com Wolfart, os investimentos diretos previstos para a primeira etapa do projeto — que já tinham sido anunciados em 2012 — serão de R$ 300 milhões, podendo chegar a R$ 1 bilhão em médio prazo.

Em uma primeira etapa, a unidade brasileira da CNHTC trabalhará no processo de montagem CKD (Completely Knock-Down), porém, o objetivo é nacionalizar em até 65% a produção de peças e componentes até o final de 2017. De acordo com Marcel Wolfart, a previsão é que a fábrica comece a funcionar até setembro de 2015, com a produção das primeiras unidades em teste, para entrar em operação plena no primeiro trimestre de 2016. A Sinotruk Brasil Truck Corporation será a primeira fábrica da CNHTC fora da China.

Até que o projeto da fábrica seja concluído, os cavalos-mecânicos da família A7 (4×2, 6×2 e 6×4) continuarão a ser importados da China, bem como as peças e componentes das famílias de caminhões A7 e Howo. A Cotia Trading, tradicional empresa do ramo de importação e exportação, será forte parceira da Sinotruk Brasil nesse processo. “A Cotia será responsável por toda a operação de importação de peças para abastecer o nosso Centro de Distribuição de Peças e garantir a reposição de componentes em toda a nossa rede de concessionárias”, explica Marcel Wolfart.

Os cavalos-mecânicos da linha A7 continuarão a ser importados pela Elecsonic até o fim do primeiro semestre deste ano. Após essa etapa, a SBTC assumirá as importações de veículos até a inauguração da fábrica.

Trajetória da importadora
Constituída em 2009, na cidade de Campina Grande do Sul, região Metropolitana de Curitiba (PR), a importadora de caminhões Elecsonic (Sinotruk Brasil) possui uma frota circulante de 2.122 caminhões em território nacional, de acordo com dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Ainda segundo números da Fenabrave, no acumulado de janeiro e fevereiro deste ano foram emplacados 80 caminhões da família Sinotruk A7 em território nacional.

Para atender ao mercado brasileiro, a Sinotruk já conta com 24 concessionárias ativas, espalhadas em todo o território nacional, com atendimento em vendas e pós-vendas, além de três postos avançados de atendimento em São Paulo (em processo de nomeação) e no Rio de Janeiro.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade