Publicidade

Ciclo de vida do Mercedes-Benz Classe C tem avaliação exemplar em certificado ambiental

O Mercedes-Benz Classe C estabelece novos parâmetros de eficiência para sua categoria, graças a um conceito inteligente de redução de peso, excelente aerodinâmica e novos motores. Os inspetores da auditoria TÜV Süd acabam de confirmar o alto nível de compatibilidade ambiental da nova Classe C: além de possuir um design limpo e sensual, interior de alta classe e variedade de inovações técnicas, o sedã premium também contempla uma exemplar abordagem de ciclo de vida, pela qual foi agraciado com o Certificado Ambiental conforme a norma ISO 14062.

O Professor Dr. Herbert Kohler, diretor de Meio Ambiente da Daimler AG, explica: “Nossos engenheiros usaram todos os meios para reduzir o consumo de combustível e, ao mesmo tempo, reforçar a personalidade esportiva do veículo. O emprego de um design inteligente voltado à redução de peso, com alta aplicação de alumínio, por exemplo, possibilitou tornar a nova Classe C até 100 quilos mais leve que seu antecessor. Isto significa que a massa que tem que ser acelerada e freada é menor, reduzindo o consumo de combustível e as emissões e, ao mesmo tempo, tornando o sedã mais ágil”.

Por essas razões, a nova Classe C recebeu o Certificado Ambiental concedido pelos inspetores da TÜV Süd como reconhecimento dos resultados alcançados na avaliação de seu ciclo de vida.

Desde a fabricação até 200 mil quilômetros de rodagem, e considerando também sua reciclagem final, o novo Mercedes-Benz Classe C gera cerca de 10% menos CO2 que seu antecessor emitia no momento da saída de linha (comparado com o desempenho em seu lançamento, em 2007, a melhora é muito maior, em torno de 28%).

O baixo arrasto aerodinâmico também é crucial para chegar a esta notável eficiência. Com Cd equivalente a 0,24 (C 220 BlueTEC BlueEFFICIENCY Edition), o novo sedã estabelece um novo padrão para o segmento de veículos médios. Os níveis de ruídos causados pelo vento, que já eram muito baixos na geração anterior da Classe C, foram reduzidos ainda mais.

Os engenheiros da marca deram também uma cuidadosa atenção ao processo de reciclagem. Consequentemente, a nova Classe C não apenas alcança índice de reciclagem de 95% (em peso), mas também reutiliza plenamente alguns materiais. No total, 52 componentes do novo sedã, com peso total de 49,3 quilogramas, são feitos de plásticos reciclados de alta qualidade. Isto significa que a massa dos componentes produzidos com materiais reciclados aumentou 23% em relação ao modelo que saiu de linha.

Além disso, 76 componentes da nova Classe C, com peso total de 26,3 quilogramas, são fabricados com materiais naturais, aumento de 55% em comparação com seu antecessor.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade