Publicidade

Audi do Brasil tem melhor primeiro trimestre da história em vendas. 3.115 automóveis foram comercializados no varejo de janeiro a março deste ano

Pelo terceiro mês consecutivo, a Audi registrou recorde de vendas de carros importados no Brasil: em março, foram vendidos 891 veículos, representando um crescimento de 137% em relação ao mesmo período de 2013. Somados, os primeiros três meses de 2014 representam outro recorde: esse foi o melhor trimestre da história da companhia no país. No período, a Audi entregou um total de 3.115 automóveis a seus clientes, superando a marca de 2.818 modelos vendidos de janeiro a março de 2003, quando havia a produção local do A3 e a venda de outros modelos importados. O número de 2014 também representa a metade do volume de vendas registrado pela empresa em todo ano de 2013 (6.694 veículos vendidos no varejo).

“Esse resultado indica que estamos no caminho certo para manter um crescimento sustentável da marca no Brasil”, avalia Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil. Dentro da estratégia de crescimento no Brasil, a Audi está aumentando o número de concessionárias no país – a meta é dobrar de 30 para 60 nos próximos três anos e a companhia irá investir cerca de R$ 300 milhões nas operações de varejo.

A ampliação do portfólio de modelos disponíveis para venda no mercado brasileiro tem contribuído para o crescimento acelerado das vendas da Audi. No primeiro trimestre de 2014, a SUV Q3, veículos da família A4 e A3 – que inclui o recém-lançado A3 Sedan – estiveram entre os mais vendidos para os consumidores brasileiros. A marca oferece hoje no Brasil sua linha completa de modelos premium, do A1 Sportback ao super esportivo R8 Coupé Plus, com 560 cavalos.

Para 2014, a meta de venda da Audi é de dez mil veículos no país. “Os investimentos que estamos fazendo para ampliar o portfólio, a rede de concessionárias e também para termos em breve uma nova fábrica da Audi no Brasil, demonstram que nós acreditamos que esse é um número possível e que ainda temos muito para crescer no mercado brasileiro”, afirma Jörg Hofmann.

Atualmente a Audi investe R$500 milhões para produzir no Brasil os modelos A3 Sedan (a partir do segundo semestre de 2015) e o utilitário Q3 (no primeiro semestre de 2016).


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade