Publicidade

Ford lança o motor 1.0 flex de 3 cilindros flex para o futuro Novo KA

A Ford mostrou hoje qual será o motor do futuro Novo Ka, que vai chegar ao mercado em 2014. Trata-se do motor 1.0 3C Duplo Comando Flex de três cilindros, o mais moderno e potente da categoria. A apresentação foi realizada em Guarajuba, no litoral da Bahia, estado onde a Ford vai produzir este motor de alta tecnologia para o segmento de 1.0 litro. Projetado para ser a nova referência em motores dessa cilindrada, ele traz refinamentos que aumentam a eficiência com etanol e gasolina.

“O motor Ford 1.0 3C Duplo Comando Flex é inovador e derivado do premiado motor 1.0 EcoBoost, que gerou mais de 120 patentes mundiais. Ele é o primeiro três cilindros flex da Ford e, além de ser o melhor da classe em potência e torque, também estará entre os melhores em economia de combustível”, destacou Volker Heumann, gerente de Motores da Ford.

Menor, leve, mais potente e econômico
O motor Ford 1.0 3C Duplo Comando Flex, com três cilindros em linha, tem como vantagens o fato de ser pequeno, mais leve e, ao mesmo tempo, mais potente e mais econômico. A soma destes atributos é obtida através de tecnologias apropriadas, entre elas o TiVCT (duplo comando) que varia o tanto o comando de admissão como de escapamento de maneira independente.

Adota também a tecnologia Ford Easy Start para partida a frio, dispensando o uso de reservatório auxiliar de gasolina. Com cabeçote em alumínio, incorpora ainda inovações como correia com lubrificação permanente, sistema de arrefecimento de duplo estágio e soluções de design para anulação de vibrações.
O novo motor tem o melhor desempenho da categoria, com potência comparável à de blocos de cilindrada maior. Gera 85 cv a 6.500 rpm e torque de 105 Nm a 4.500 rpm com etanol, e potência de 80 cv a 6.500 rpm e torque de 100 Nm a 4.500 rpm com gasolina.

Alto desempenho
O motor Ford 1.0 3C Duplo Comando Flex foi projetado para o mercado brasileiro com base em uma família de motores que inclui o 1.0 EcoBoost. Assim, compartilha muitas peças e a filosofia de design do modelo que foi premiado como Motor Internacional do Ano em 2012 e 2013, introduzindo várias soluções tecnológicas avançadas.

O novo motor tem quatro válvulas por cilindro com duplo comando independente e variável, que contribui para aumentar o torque tanto em baixa rotação como em regime intermediário e na faixa de potência máxima. A taxa de compressão elevada, de 12:1, é outra característica que favorece a sua eficiência. Para partida a frio, conta com um sistema que aquece o combustível flex no injetor, conforme a necessidade, e dispensa o reservatório auxiliar de gasolina.

Entre outras soluções de design, o Ford 1.0 3C Duplo Comando Flex tem coletor de escape integrado no cabeçote, o que contribui para reduzir vibrações e melhorar a eficiência. O sistema de resfriamento dividido permite o aquecimento mais rápido do motor. Quando ele está frio, um segundo termostato integrado ao bloco limita o fluxo de refrigerante para algumas partes e depois o libera.

Baixo atrito
O bloco de ferro fundido também contribui para o motor atingir mais rápido a temperatura de operação ideal e oferece uma excelente relação entre resistência e tamanho. Sua configuração reduz os ruídos e vibrações e permite um design extremamente compacto. O seu projeto inclui a aplicação de materiais de ultrabaixo atrito no virabrequim, pistões, tuchos e anéis.

O novo motor tem correia dentada imersa em óleo, que além de economizar combustível garante um funcionamento mais suave e silencioso que o sistema de corrente. Produzida em composto de borracha resistente a óleo e reforçada por cabos, ela fica alojada em um compartimento dentro do motor e não exige verificação nem manutenção pelo período de 10 anos, ou 240.000 km de uso.

Outra inovação do motor Ford 1.0 3C Duplo Comando Flex é o sistema de compensação de vibrações, um desafio natural nos motores de três cilindros. Em vez da solução típica de aplicação de contrapesos para amortecer vibrações, ele usa a estratégia engenhosa de “desequilibrar” intencionalmente o volante e a polia do eixo para anular esse efeito e assegurar o conforto e o prazer de dirigir.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade