Publicidade

Mercedes-Benz demonstra os benefícios de seus veículos na VUCFAIR. Caminhões leves Accelo e veículos Sprinter são atrações da marca no evento

Caminão AceloCom um diversificado portfólio de caminhões leves Accelo e de furgões e chassis Sprinter, a Mercedes-Benz oferece um amplo leque de soluções para transporte de carga e distribuição urbana de produtos. Estes veículos são reconhecidos pela agilidade no trânsito, contribuindo para a melhoria da mobilidade urbana, exigência cada vez mais presente nas cidades brasileiras, especialmente nas regiões metropolitanas.

A versatilidade de utilização do Accelo e da Sprinter, bem como seu elevado padrão de qualidade e seu reduzido custo operacional, ganham destaque no VUCFAIR 2014 – Salão dos Veículos Comerciais Leves e Pick Ups, que será realizado, entre os dias 18 e 21 de novembro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, capital. A Mercedes-Benz participa do evento em parceria com os concessionários De Nigris de São Paulo (bairro do Limão) e de São Bernardo do Campo, Divena-Besser e Sadive.

No estande da marca estarão expostos dois caminhões Accelo 1016 versão 13 toneladas (com 3º eixo montado por implementadores) com básculas de 5 m³, ao lado de furgões e chassis Sprinter 311 Street. Estas duas linhas de veículos oferecem aos clientes versões VUC (Veículo Urbano de Carga), que podem circular mesmo em zonas de restrição, conforme a legislação da cidade de São Paulo.

O estande também trará novidades e destaques do mais completo portfólio de produtos e serviços de pós-venda. Além disso, o Banco Mercedes-Benz divulgará produtos de seguros e de financiamento.

A experiência, conhecimento e competência da Mercedes-Benz na geração de soluções para o transporte e a distribuição urbana serão compartilhadas em painéis temáticos do evento. No dia 19 de novembro, especialistas das áreas de Marketing de Produto de Caminhões e de Vans apresentarão palestras sobre os produtos da marca e a mobilidade urbana.

“Os caminhões da nossa marca são reconhecidos pela alta qualidade, tecnologia de ponta, força, robustez, reduzido consumo de combustível, menor custo operacional, disponibilidade para o trabalho e elevado nível de conforto para o motorista”, destaca Gilson Mansur, diretor de Vendas e Marketing de Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Com isso, eles proporcionam excelente custo/benefício e produtividade para as atividades de transporte e logística, assegurando rentabilidade para os negócios dos nossos clientes”.

Accelo oferece a maior plataforma de carga para VUC, com mais produtividade e rentabilidade para o transporte

Graças a atributos como agilidade, versatilidade e baixo custo operacional, o caminhão leve Accelo da Mercedes-Benz – nas versões 815 para 8,3 toneladas de PBT e 1016 para 9,6 toneladas – é ideal para o transporte e a distribuição urbana, como para curtas distâncias rodoviárias. Possui a distância entre eixos de 3.100 mm, especialmente desenvolvida para o VUC. Devido a suas dimensões compactas, excelente visibilidade e fácil acesso à cabina, ele é perfeito para o trânsito intenso das grandes cidades, atendendo às legislações de restrição de circulação, como a do VUC da cidade de São Paulo.

O Accelo VUC possui o menor circulo de viragem (12,2 / 12,6 metros) de sua categoria, até 1,2 metro menor que seus concorrentes, proporcionando mais agilidade e rapidez em manobras.

O Accelo 815 e o Accelo 1016 oferecem também o maior comprimento de carroçaria para caminhões VUC, de 4,5 metros, 5% a mais que seus principais concorrentes, proporcionando maior produtividade e rentabilidade para o cliente.

Accelo 1016 6×2 atende ao VUC, oferecendo mais capacidade de carga

Com 3º eixo montado por implementadores do mercado, o Accelo 1016 6×2 pode alcançar 13.000 kg de PBT, propiciando até 9.000 kg de carga útil mais o equipamento. Esta capacidade é maior do que a oferecida até mesmo por caminhões médios 4×2 de outras montadoras. E por ser um caminhão compacto com plataforma de carga baixa, fácil acesso à cabina e reduzido círculo de viragem, proporciona mais agilidade e produtividade. Além disso, é equipado com motor OM 924 LA de 4 cilindros e 4,8 litros, com tecnologia BlueTec 5, o mesmo utilizado em caminhões semipesados Atego de 17 toneladas de PBT.

O Accelo 1016 6×2 atende ao VUC, oferecendo excelentes soluções para o transporte. No ramo de materiais de construção, por exemplo, com a instalação de básculas de 5 m³ (2 m³ a mais que um caminhão leve 4×2), tem capacidade similar a uma báscula de caminhão médio. No transporte de bebidas permite a montagem de carroçaria de 6 paletes altos de 1.250 kg para 42 caixas de bebidas cada um. Isso significa que o cliente leva mais carga por viagem, 42 caixas a mais, aumentando em 20% a produtividade nessa atividade.

Para o Accelo 1016 6×2 atingir o PBT de 13 toneladas é necessário que o veículo esteja equipado com o câmbio Mercedes-Benz G-56 de 6 marchas com relação do eixo traseiro i=4,30.

Sprinter Street pode circular livremente em zonas de restrição

Com um amplo portfólio de mais de 50 modelos – que também inclui vans para transporte de passageiros – a família de veículos comerciais leves Sprinter é formada pelas versões 311 CDI Street (PBT de 3,50 toneladas), 415 CDI (3,88 toneladas) e 515 CDI (5 toneladas).

O furgão e o chassi Sprinter 311 CDI Street são registrados como caminhonetes e podem ser conduzidos por motoristas com carteira de habilitação da categoria B. Estes veículos podem circular livremente pelas vias das grandes cidades, mesmo em zonas de restrição.

“Graças a esse diferencial, os proprietários podem utilizar a Sprinter Street para o trabalho a qualquer hora do dia e em qualquer área da cidade, respeitando apenas regras de circulação municipais, tais como o rodízio de placas na cidade de São Paulo”, afirma Carlos Garcia, gerente sênior de Vendas e Marketing da Sprinter no Brasil. “Isso resulta em mais disponibilidade para o transporte e, consequentemente, maior lucratividade para o cliente e mais vantagens logísticas para o segmento”.

Assim como todos os veículos Sprinter 311 Street, algumas versões dos furgões e chassis Sprinter 415 CDI e 515 CDI atendem à legislação VUC, com os clientes podendo circular nas áreas de restrição.

Sprinter é destaque pela agilidade e versatilidade

A linha Sprinter da Mercedes-Benz é referência de mercado em qualidade, agilidade, tecnologia, segurança e custo operacional. Oferece também elevado padrão de conforto de dirigibilidade e manobras para os motoristas. E graças às suas dimensões compactas, a Sprinter agiliza e otimiza as operações de carregamento e descarregamento, mesmo em locais estreitos e de difícil acesso.

A oferta de furgões Sprinter abrange diversas opções de capacidade volumétrica de carga, que vão de 7,5 m³ a 15,5 m³. A maior porta lateral corrediça da categoria, com até 182 cm de altura e 130 cm de largura, permite o fácil carregamento de um palete pela lateral do veículo, o que também pode ser feito pela porta traseira, agilizando e otimizando a operação logística. Esta é uma vantagem essencial para a movimentação de cargas e produtos em supermercados e nas centrais de distribuição.

A abertura de 270 graus da porta traseira e a exclusiva versão com portas corrediças nas duas laterais do veículo ampliam as possibilidades de carga e descarga em locais estreitos e de difícil acesso, como no setor de supermercados. Com duas opções de alturas internas (1,65 e 1,94 m) e quatro comprimentos (5.245 / 5.910 / 6.945 / 7.345 mm), a linha de furgões assegura múltiplas escolhas e maior produtividade aos transportadores.

Robusto e resistente, o chassi Sprinter está apto para a implementação de vários tipos de carroçarias e equipamentos. Para o caso de baús, forte aplicação do veículo, permite capacidade volumétrica de carga até 22 m³ e, principalmente, o aproveitamento de 100% desta capacidade.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade