Mercedes-Benz adota várias medidas para economizar energia elétrica na fábrica de caminhões e ônibus

Anúncios Ecompare

A Mercedes-Benz do Brasil, que tem a racionalização do consumo de energia elétrica como meta corporativa na fábrica de caminhões, ônibus e agregados (motores, câmbios e eixos) em São Bernardo do Campo, São Paulo, atingirá uma redução de quase 12% com as várias medidas implementadas no período de 2012 até o término deste ano.

Apenas em 2015, a expectativa é atingir 4% de economia em relação ao resultado do ano passado. Para isso, após ter implementado nas instalações produtivas, áreas administrativas e de infraestrutura, todos os recursos para o acionamento automático, a Empresa acaba de lançar campanha interna que consiste na adesivagem de máquinas em setores que apresentam os maiores índices de perdas, objetivando conscientizar seus funcionários. Até o mês de junho, mais de 2.000 equipamentos deverão ser adesivados na fábrica.

Com essa ação, cada colaborador, no seu espaço de trabalho, terá visão clara dos alertas colocados nas máquinas, equipamentos e acessórios avisando-o o que pode ser desligado ou não durante os intervalos de parada de funcionamento das máquinas, como horários de refeição, troca de turno e finais de semana.

Economia de energia pela Mercedes-BenzSegundo Marcos Alves, diretor de Logística e Infraestrutura da Mercedes-Benz do Brasil, essas mensagens transmitidas em adesivos coloridos, para chamar à atenção do funcionário, permite interferir no comportamento das pessoas, que não esquecerão de realizar o desligamento das máquinas e contribuirão para redução significativa do consumo de energia.

Anúncios Ecompare

O sucesso dessa iniciativa está totalmente atrelado à conscientização cada vez maior dos colaboradores durante a realização de suas atividades no local de trabalho. “Sabemos o quanto cada um de nossos funcionários quer contribuir com a economia de energia, porém, muitas vezes, com a correria do dia a dia, avisos permanentes são fundamentais para atingir o resultado almejado”, afirma Alves.

Antes de decidir pela adesivagem em todas as máquinas, a Empresa realizou “projeto piloto,” durante um ano, com equipamentos do prédio da produção de agregados, obtendo a redução de 30% no consumo em horários não produtivos nessa área. Dependendo das dimensões de cada máquina, é necessária a colocação de até 10 etiquetas adesivas, tanto nos equipamentos, como em seus acessórios e periféricos.

Outra importante ação para atingir a meta de redução de 4% em 2015 acontece no prédio administrativo da Empresa, que concentra as áreas de Vendas e Compras. Em reforma, que se encerra nos próximos dois meses, o prédio terá todo o seu sistema de iluminação com lâmpadas do tipo fluorescente de baixa eficiência substituído pela tecnologia LED, que aliada à utilização de cores claras para forro, paredes, piso e até para o mobiliário, proporcionará uma redução na ordem de 50% no consumo de energia elétrica apenas neste ambiente.

Monitoramento constante

Para que se obtenha sucesso com as ações adotadas na fábrica, foram criadas formas de monitorar constantemente as várias áreas da Empresa, objetivando identificar os potenciais de redução no consumo de energia elétrica.

Cerca de 10 multiplicadores com perfil de liderança e influência no grupo, que também são gestores de metas, contribuem para a prática diária dos procedimentos recomendados para o desligamento das máquinas nos postos de trabalho de cada área. Existem também comitês e subcomitês formados por colaboradores que solicitam maior empenho do grupo para praticar as recomendações.

“Percebemos há alguns anos a forte mobilização das pessoas dentro da Empresa para economizar energia, comportamento que tem se intensificado com a necessidade cada vez maior no País de reduzir o consumo”, declara Alves.

A Companhia conta também com sistema de monitoramento on-line do consumo de energia elétrica para vários locais. Com isso, colaboradores da área de Sistemas de Abastecimento Elétrico, a partir dos dados obtidos, identificam em áreas da fábrica, ambientes em que pode-se reduzir o consumo, principalmente em horários não produtivos. Como resultado, esses profissionais conseguem traçar um panorama mais preciso de onde existem possibilidades de se obter mais redução de energia a partir de novas iniciativas.

Com as várias medidas adotadas na Mercedes-Benz do Brasil, no período de 2012 a 2014, objetivando a redução do consumo de energia elétrica, cerca de 13.100 megawatt-hora deixaram de ser consumidos na Empresa no ano de 2014. Essa economia de energia, com base nos dados da Secretária de Energia do Estado de São Paulo é suficiente para abaster cerca de 5.000 residências na cidade de São Bernardo do Campo pelo período de um ano.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima: