Limpeza automotiva sem gastar nem uma gota de água

Anúncios Ecompare

Falta de água não é mais motivo para você não higienizar corretamente seu veículo. A Freewet – rede de limpeza automotiva – criou um produto que permite a limpeza completa do carro sem que seja gasta nem sequer uma gota de água. “Nossa limpeza a seco garante ótimo resultado, não risca a pintura e é usada em todas as partes do automóvel, inclusive nos pneus”, informa Marcos Soares, sócio-diretor da empresa.

Um lava-rápido tradicional consome entre 180 e 220 litros de água por veículo, se for usado o sistema de esfregões. Com mangueira, o consumo de água chega a 400 litros por veículo. “Água é um bem muito precioso. Deve ser usada para beber, não para lavar carros”, defende Soares.

Limpeza automotivaOs produtos da Freewet contêm nanopartículas biodegradáveis, que levam à suspensão das partículas de sujeira que ficam na superfície do veículo. É como se o produto “preenchesse” os microscópicos espaços existentes na pintura, por onde a sujidade penetra. Depois, com a ajuda de pano feito de tecido especial, remove-se a sujeira que “veio à tona”. O pano é passado sempre em um único sentido, para que a sujeira não ‘volte’ à pintura.

Como, ao longo do tempo, esses espaços microscópicos vão sendo preenchidos pelos produtos Freewet e a limpeza começa a durar mais tempo, pois a pintura fica refratária à poluição, acidez e sujeira. “O carro fica protegido da sujidade”, diz Soares. Assim, é possível espaçar o tempo entre as limpezas.

Anúncios Ecompare

Soares fala com a autoridade de quem testou seus produtos em 1800 veículos durante o período de oito meses. “Quando você deixa seu carro para lavar, nem presta atenção ao resultado, porque aquele é um gesto automático. Quando vai realizar a limpeza a seco, todo consumidor fica bem mais atento, porque não conhece o serviço e quer ver se ele realmente funciona. Por isso, fica atento a qualquer detalhe. E, para convencer o consumidor de que a limpeza sem água é eficaz, precisamos oferecer algo que o impressione: carro limpo, encerado, protegido dos males do tempo e com o uso de produtos biodegradáveis. É o que a Freewet faz”,

A Freewet fabrica uma linha completa de produtos para cuidados automotivos sem a utilização de água. Limpeza de carros; limpeza de vidros; impermeabilização e cristalização; limpeza e hidratação de estofados de couro; limpeza e impermeabilização de estofados de tecido; cristalização de para-brisa e higienização de ar-condicionado.

Não é porque a Freewet utiliza produtos exclusivos e economiza água que o cliente paga a mais pela limpeza de seu carro. O custo final é muito próximo de uma lavagem comum: cerca de R$ 40,00 – com a vantagem de que é o serviço que vai até o cliente – uma grande comodidade nos dias de hoje.

Como surgiu a Freewet

“Pensar de maneira sustentável é pensar e agir social, econômica e ambientalmente”, defende o empresário. Foi isso o que o impulsionou, na metade da década de 2000, quando morou na Europa, a criar uma empresa de limpeza a seco de veículos. “Lá, onde já existe uma cultura de atenção à sustentabilidade, testei os produtos e o conceito da Freewet”, relembra.

Há quatro anos, ele se juntou ao empresário Miguel Martins na empreitada. Com a limpeza a seco, feita com produtos de fabricação própria da Freewet, é possível economizar água e preservar as melhores condições do veículo, sem depreciar o bem.

Freewet também é franqueadora

Quem quer trabalhar neste segmento, altamente rentável, pode procurar por uma franquia da Freewet, que exige baixo investimento. Para abrir uma Nano Franquia, por exemplo, é preciso investir apenas R$ 3,9 mil, valor que pode ser financiado pela Caixa Econômica Federal (CaixaCrescer). “Lavando dois carros por dia, o nanofranqueado consegue ganhar R$ 1.700,00 por mês”, informa. E esta é uma perspectiva bastante conservadora, pois sozinha, uma pessoa lava – utilizando os produtos da Freewet – um carro em uma hora. Como o nano Franqueado pode ter também um auxiliar, é possível melhorar muito os ganhos.

A empresa aposta na propaganda boca a boca para ganhar mais clientes. Por isso, não cobra taxa de publicidade. Soares diz que é possível começar tanto com uma estratégia porta-a-porta – informando aos vizinhos da novidade – quanto convidar alguns amigos pelo Facebook a experimentar o novo método. “As pessoas se surpreendem com o resultado”, garante.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima: