Na hora do check list, faixas refletivas acabam passando batido. Negligência na manutenção do acessório gera falta de segurança aos motoristas e passageiros

As faixas refletivas assumem um papel essencial quando se fala em segurança no trânsito de veículos de grande porte. Por ser um acessório que, por lei, deve ser trocado apenas de sete em sete anos, muitos caminhoneiros acabam esquecendo de trocá-las quando desgastadas, prejudicando a visibilidade de todos os motoristas. Por isso, é importante verificá-las quando for realizar um check list antes da viagem.

“Muitos acidentes poderiam ser evitados se os motoristas cumprissem com o uso das faixas refletivas que devem ser utilizadas para a delineação dos contornos dos veículos longos e/ou pesados, além do para-choque traseiro”, orienta o Diretor Presidente da Sherman Filmes Ópticos do Brasil, Eduardo Matos.

A proporção é de um faixa para dois espaços vazios. Elas refletem a luz tornando o caminhão mais visível, principalmente a noite, dias de chuva e neblina.

Pensando nisso, a Sherman preparou um check list para facilitar a conferência por parte dos caminhoneiros antes das viagens. O ideal é iniciar o check list um dia antes e não deixar pra última hora. Confira:

– Pra começar, não esqueça de separar todos os documentos como a CNH dentro do prazo de validade, RG, documento do veículo e nota fiscal da carga;

– Cheque o sistema de iluminação como faróis, lanternas, indicadores de direção;

– Cheque as faixas refletivas, que devem estar em condições de uso. Elas devem ser utilizadas para a delineação dos contornos dos veículos longos e/ou pesados, além do para-choque traseiro. A proporção das faixas é de um módulo refletivo para um espaço vazio.

– Confira a quantidade de combustível e planejar as paradas para reabastecimento, descanso e alimentação também deve ser programado com antecedência;

– Cheque os freios, mangueira, suspensão e bateria;

– Verifique se os pneus estão alinhados, calibrados e em condições de uso e checar as condições do pino da quinta roda;

– Verifique se o tacógrafo encontra-se em operação. No verso deve conter o nome do caminhoneiro, a placa e a data de colocação do disco;

– Confira o extintor de incêndio e o prazo de validade;

Outro fator relevante é realizar as paradas obrigatórias para descanso quando a viagem for longa, estacionando em pontos programados.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: