Volvo apresenta a evolução do BRT

Pioneira no desenvolvimento dos sistemas de BRT (Bus Rapid Transit), a Volvo Bus Latin América apresentou hoje, no Rio de Janeiro, na FetransRio, o CIVI – City Vehicle Interconnect – um modelo para evolução dos sistemas BRT. O CIVI foi projetado para as cidades que desejam se tornar reconhecidas como Smart Cities, ou cidades conectadas. Desenhado para Curitiba, cidade sede do Grupo Volvo na América Latina, o projeto pode ser customizado para qualquer cidade.

“A sociedade está evoluindo e o transporte público também precisa evoluir. Nossa visão não está limitada ao desenvolvimento de veículos. Temos uma história com o criação do BRT e sempre acreditamos em soluções integradas, com foco em oferecer mais eficiência aos sistemas de transporte e melhor qualidade de vida a população”, afirma Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Bus Latin America.

BRT São Paulo“Com o CIVI avançamos no desenvolvimento de um sistema de transporte alinhado ao conceito de Smart City. Queremos mostrar aos gestores públicos que é possível desenvolver soluções de transporte urbano inteligentes e criativas, com alta capacidade de passageiros com menor custo de investimento, agilidade de implementação e baixo custo operacional”, destaca Todeschini.

O CIVI foi projetado para operar com híbridos em sua versão convencional e articulada. Os híbridos trazem expressivos ganhos para o meio ambiente devido a redução de emissões que proporcionam, com o benefício de ter um custo de operação similar aos ônibus tradicionais movidos a diesel. Nos sistemas que exijam capacidade máxima de passageiros o CIVI também pode ser operado com os biarticulados tradicionais.

“A evolução do BRT está intrinsicamente relacionada às novas possibilidades geradas pelo desenvolvimento da tecnologia híbrida veicular e dos avanços das ferramentas de conectividade nas cidades inteligentes. Essa é a essência da criação do City Vehicle Interconnected, denominado CIVI”, afirma Ayrton Amaral, especialista em mobilidade urbana da Volvo Bus Latin América.

O projeto prevê a construção de estações subterrâneas, eliminando interferências, aumentando a velocidade operacional e valorizando a paisagem urbana com a criação de parques na superfície onde antes circulavam os ônibus.

Telemática Volvo

O CIVI utiliza os recursos de serviços conectados da Volvo para criar um sistema de transporte inteligente ainda mais eficaz que os atuais BRT. A gestão da operação é feita pelo ITS4Mobility Volvo, com terminais e estações conectados por fibra ótica, e veículos conectados por rede de dados, gerando ganho de eficiência e maior produtividade. Os terminais e estações terão painéis em LED com o horário em tempo real das chegadas e partidas.

Essa tecnologia assegura ao CIVI viagens mais rápidas e pontualidade na manutenção de intervalos regulares entre veículos, evitando a formação de comboios. Outro benefício é que o passageiro pode consultar pelo seu smartphone ou pela internet o horário do ônibus. “Isso faz as pessoas ganharem um tempo precioso, pois podem ir para a estações poucos minutos antes da chegada dos ônibus. É um avanço importante na qualidade de vida de quem mora em grandes cidades” explica Ayrton.

Benefícios para a cidade

O investimento para a implantação de um projeto CIVI é apenas uma fração do que necessitam sistemas de trilhos, além de outros inúmeros benefícios para a sociedade. Entre eles, o CIVI tem um período de implantação bem mais curto, pemitindo ao gestor iniciar sua operação dentro do seu mandato . Também tem um custo de operação bem menor que sistemas VLT e Metro, oferecendo os mesmos níveis de qualidade que estes sistemas.



Leia Também:
Anterior:

Próxima: