Publicidade

100.000ª transmissão automática ZF-EcoLife é produzida em Friedrichshafen, Alemanha

O frequente dar partida, parar e dar partida novamente no tráfego urbano é a regra para ônibus. A transmissão automática de 6 velocidades da ZF EcoLife não apenas torna a condução mais fácil para condutores de ônibus de linha e rodoviários, como suas diversas funções também ajudam a reduzir o consumo de combustível. Seu recurso mais recente, a inovadora função Start-Stop, vai melhorar ainda mais a eficiência do combustível. A EcoLife comemora um marco importante de produção: sua 100.000ª unidade saiu da linha de produção em Friedrichshafen.

“Em ônibus urbanos ou rodoviários, a EcoLife atende às demandas de todas as aplicações”, explica Andreas Moser, Head da Unidade de Negócios de Sistemas de Eixo e Transmissão de Ônibus Urbanos e Rodoviários da ZF. “A transmissão combina o alto desempenho com alta eficiência, baixos níveis de ruído e economia de combustível”. Além disso, a ZF desenvolveu um modo adicional para reduzir ainda mais o consumo, a inovadora função Start-Stop para condução urbana projetada para a transmissão automática de 6 velocidades.

O software de controle TopDyn Life é outro recurso que ajuda a melhorar a eficiência do combustível. Ele seleciona a melhor estratégia de mudança de marchas para a topografia atual da área onde o ônibus percorre e ajusta a força de frenagem, com a possibilidade de reduzir o consumo em até 5%. Além disso, o retardador integrado primário é incorporado ao sistema de gestão de freio do veículo e suporta alta força de frenagem até mesmo em velocidades baixas, o que reduz efetivamente a deformação nos freios de serviço do veículo.

A transmissão automática está disponível em sete versões. Os torques de entrada vão de 1.000 a 2.300 Nm, garantindo uma condução eficiente e potente em ônibus de até 32 toneladas de peso bruto do veículo.

A ZF produz transmissões automáticas desde 2007. “O lançamento no mercado começou paralelamente à produção do modelo anterior Ecomat, que teve sua produção encerrada em 2015”, diz Moser. “A EcoLife se tornou bem estabelecida no mercado global. Isso se deve especialmente às inovações tecnológicas que acrescentamos continuamente para manter o apelo do produto”. Por exemplo, a ZF introduziu, com a EcoLife para ônibus rodoviários, uma transmissão automática projetada especificamente para atender às demandas da condução por longas distâncias. Ela foi exibida na última feira Fetransrio, no Rio de Janeiro, e foi considerada ideal para ônibus interurbanos e rodoviários com até 2.300 Nm de torque de entrada. Até mesmo para fins off-road, a transmissão automática versátil é utilizada em veículos ferroviários e especiais, com o nome de EcoLife Offroad.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima: