Publicidade

Fazer revisão do veículo e de ferramentas obrigatórias é fundamental para evitar transtornos nas viagens

O período de férias e festas de fim de ano chegou e com ele as viagens tão esperadas por amigos e familiares. Quem pretende viajar de carro precisa lembrar que é muito importante fazer uma revisão completa de vários itens do automóvel e ferramentas obrigatórias, para evitar transtornos e até mesmo acidentes durante a viagem.

Segundo o professor Adilson Aparecido Torquetto, coordenador da área automotiva da unidade do Senai no Boqueirão, em Curitiba, o tempo médio de revisão é rápido, de aproximadamente duas horas. “Não fazer a checagem do automóvel pode gerar uma pane durante a viagem, provocar atrasos e aumentar consideravelmente as despesas com a manutenção do veículo”, diz.

Itens para revisar

Torquetto lista uma série de itens que devem ser revisados por profissionais da área automotiva antes de uma viagem de férias ou fim de ano: correia de distribuição, circuito de lubrificação, sistema de arrefecimento (que controla a temperatura do motor), circuito de ar (cuja manutenção consiste em substituir o filtro de ar do automóvel), circuito de alimentação de combustível (que consiste em substituir o filtro de combustível, conforme a periodicidade); circuito de ignição (substituir as velas); manutenção da linha de escape (para assegurar a não poluição e o bom funcionamento do motor); revisão da embreagem; das transmissões; da direção; da suspensão; de rodas e pneus; a pressão das rodas; revisão do circuito hidráulico; do freio; do freio de estacionamento; do nível do líquido de freios; da iluminação; do sistema de ar condicionado; do sistema de limpador; das baterias; e realizar a gestão de resíduos.

O professor alerta ainda para as ferramentas obrigatórias que também devem estar em dia: alicate, chave de fenda, triângulo, macaco e chave de roda. “Não confira apenas se os itens estão no carro. Faça a checagem de funcionamento: um triângulo com haste de apoio quebrada não serve para nada, por exemplo”, alerta Torquetto. Se o veículo tenha um extintor de incêndio, deve-se verificar a validade. Apesar de não ser de uso obrigatório, caso o veículo tenha o equipamento, deve estar em perfeito estado de funcionamento e dentro do prazo de validade.

A revisão deve ser feita em uma oficina mecânica, principalmente por causa de operações que exijam ferramentas apropriadas, segundo Torquetto. “O motorista pode, sozinho, apenas realizar as operações básicas, como, por exemplo, verificação de níveis dos diversos líquidos utilizados no veículo, troca de palhetas, verificações de funcionamento do sistema de sinalização e iluminação, como também a inexistência dos itens obrigatórios, como estepe, chave de roda e triângulo”, explica.

Esse tipo de revisão é semelhante ao que é realizado nos veículos a cada 10 mil quilômetros, segundo o professor. “Os itens avaliados são os mesmos e com os mesmos critérios. Se a pessoa mantém a manutenção em dia, o custo da revisão de férias será bem menor que a revisão de 10 mil quilômetros”, acrescenta.

Curso do Senai

O Senai no Paraná possui o curso Técnico em Manutenção Automotiva, que é uma das referências do estado no ensino da área automotiva. O curso tem duração de dois anos e é ofertado em cinco unidades do estado: no Boqueirão, em Curitiba, em Cascavel, Francisco Beltrão, Londrina e Ponta Grossa.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade