Publicidade

Toyota volta ao desafio do Rally Dakar Mexican Bar

Pelo segundo ano consecutivo, a Toyota se faz presente como veículo oficial da organização de uma das corridas mais desafiantes do planeta, o Rally Dakar. A empresa fornecerá 42 unidades da Hilux e SW4 para a mobilidade dos organizadores da competição.

Sem dúvida, o Rally Dakar reflete o espírito e os valores da Toyota, como paixão, respeito e trabalho em equipe, colocando à prova tanto os pilotos, como os veículos e suas equipes. Dentro dessa competição, a picape Hilux e o utilitário esportivo SW4 demonstram os atributos Toyota de qualidade, confiabilidade e durabilidade. Esses veículos são utilizados para as tarefas mais desafiantes da corrida, como abrir o caminho previamente antes dos competidores ou dar suporte e auxílio a veículos da organização com problemas mecânicos ou que sofreram acidentes.

A frota colocada à disposição conta ainda com o suporte da equipe técnica Toyota, um grupo formado por 14 mecânicos profissionais.

Rally Dakar ToyotaDesde sua primeira edição em 1979, os carros Toyota participam dessa competição e atualmente quase um terço dos pilotos da categoria de carros se inscrevem com unidades Toyota, fazendo com que seja a marca mais escolhida pelas equipes de todo o mundo para enfrentar essa exigente e competitiva competição.

Na Argentina e no Brasil, tanto a Hilux como a SW4 são modelos líderes em suas respectivas categorias e são fabricados na planta de Zárate, província de Buenos Aires.

A Toyota Gazoo Racing também tem novidades para a edição 2017 do Rally Dakar. A equipe passará a contar com o vencedor das edições de 2011 e 2015 da prova, o piloto do Qatar, Nasser Al-Attiyah, que se integra à equipe de Giniel De Villiers, o piloto sul-africano que já se sagrou campeão uma vez, em 2009.

Depois de um segundo lugar no Dakar deste ano, Al-Attiyah e seu co-piloto, o francês Mathieu Baumel, venceram várias corridas em 2016. Com sua Toyota Hilux, a dupla conquistou vitórias nas etapas de Abu Dhabi, Qatar, Itália, Espanha, Polônia e Marrocos, conquistando a Copa do Mundo de Rally FIA Cross Country.

Al-Attiyah declarou: “Estou muito feliz por fazer parte desta equipe, que conta também com Giniel, que é um piloto que conheço há muitos anos. Vou fazer meu melhor para que a equipe ganhe o Rally Dakar 2017. Começamos este ano com a Hilux e ter ganhado a Copa do Mundo, além de muitas etapas importantes em nossa primeira temporada com esse veículo, foi fantástico. Esta equipe já possui grandes resultados no Dakar, mas falta a vitória. A equipe e eu queremos ganhar, por isso, foi uma decisão fácil de unir-me a eles”.

De Villiers também chega à próxima edição do Dakar em grande forma e com suas próprias ambições de conseguir outra vitória na famosa competição. Desde que o sul-africano e seu co-piloto alemão Dirk von Zitzewitz ganharam o Dakar em 2009, a primeira edição ocorrida em território sul-americano, a dupla já obteve outros cinco pódios.

O Rally Dakar 2017 será a sexta vez que Giniel e Dirk pilotarão uma Hilux na América do Sul e o suporte que deram no desenvolvimento do veículo foi inestimável para a equipe. Os dois estiveram junto a mecânicos e engenheiros em cada etapa do desenvolvimento em que a picape foi preparada para percorrer um dos terrenos mais inóspitos do mundo.

Para De Villiers, “a Hilux deste ano é definitivamente a melhor que eu já dirigi. Fizemos melhorias gerais no motor, suspensão etc. Tenho vontade de correr e ter o Nasser como companheiro de equipe vai ajudar muito. Vamos dar o nosso melhor para chegarmos à frente”.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade