Publicidade

sunliquid® 20: Teste em frota de veículos Mercedes-Benz comprova a qualidade do combustível

A Clariant, uma das empresas líderes globais em especialidades químicas, juntamente com a Mercedes-Benz e a Haltermann Carless, uma marca bem estabelecida do HCS Group, testou, pela primeira vez, o uso de etanol celulósico sustentável, obtido a partir de resíduos agrícolas, em teste com frota de veículos da série Mercedes-Benz durante o período de 12 meses na Alemanha. O sunliquid® 20 foi usado para o teste – um combustível produzido pela Haltermann Carless com um conteúdo de 20% em volume de etanol celulósico (E20) da planta pré-comercial de sunliquid® da Clariant em Straubing. O etanol celulósico permite a redução nas emissões de gás de efeito estufa de até 95% ao longo de toda a cadeia de valor, sem competir com a produção de alimentos ou a utilização de terrenos agrícolas.

No teste de frota com veículos Mercedes-Benz, o sunliquid 20 apresentou propriedades de combustão muito boas, com um alto grau de eficiência e consumo idêntico em comparação com o combustível padrão atual E10. Devido à densidade de energia inferior do E20 em comparação com o E10, esperava-se um consumo de combustível ligeiramente mais alto, sob as mesmas condições operacionais. Os testes realizados, sob condições de laboratório, demonstraram uma variação no consumo, em que foi observado um índice de 0 a 3% a mais.

Frota Mercedes-Benz“Desenvolver e trazer ao mercado soluções para uma mobilidade mais sustentável é uma das tarefas mais importantes no setor de transportes hoje. Estamos muito satisfeitos pela comprovação da alta qualidade do sunliquid 20 no teste de campo, com a mesma autonomia e o mesmo conforto na direção”, afirma Dr. Martin Vollmer, Chief Technology Officer da Clariant. “O etanol celulósico feito a partir de resíduos agrícolas é um combustível neutro em carbono com grande potencial, que pode ser economicamente produzido e utilizado nos dias de hoje. Para que a transição de energia possa ser bem-sucedida no setor de transportes, precisamos urgentemente de um quadro estável de condições, como, por exemplo, a taxa de mistura obrigatória de biocombustíveis avançados que está sendo discutida pelos países membros da UE.”

“Esta é mais uma prova de que a Alemanha é uma pioneira tecnológica na pesquisa e no desenvolvimento de combustíveis especiais sustentáveis. Como uma empresa de especialidades e parceira de pesquisas industriais, estamos muito satisfeitos por produzir um combustível com especificações e propriedades ambientais espetaculares, que pode demonstrar a sua utilidade em motores existentes, com a infraestrutura existente, sem quaisquer problemas”, enfatiza o Dr. Bruno Philippon, Vice-Presidente Sênior de Combustíveis de Alta Performance na Haltermann Carless.

Além da performance comprovada, uma melhoria nas emissões de material particulado em cerca de 50% foi medida para o sunliquid 20 em relação ao combustível de referência da UE, o Euro 5. Os testes confirmaram as propriedades positivas do combustível sunliquid 20.

Os 20% de etanol celulósico, por volume, têm outra vantagem decisiva. Além de maior redução nas emissões de CO2, dá ao combustível um número de octanas (RON) significativamente mais alto, acima de 100. Com a introdução generalizada do E20, os motores poderiam ser adaptados, no futuro, de forma que a vantagem da qualidade do combustível poderia ser usada para melhorar a eficiência dos motores e, assim, reduzir ainda mais o consumo de combustível e as emissões de CO2.

O etanol celulósico utilizado foi produzido na planta pré-comercial da Clariant em Straubing. Neste local, a cada ano, aproximadamente, 4.500 toneladas de resíduos agrícolas, como palha de cereais ou de milho, são convertidas em etanol celulósico. No local da produção da Haltermann Carless, em Hamburgo, o bioetanol é misturado com componentes selecionados para criar o combustível inovador cujas especificações representam o potencial para a qualidade do combustível E20 na Europa.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade