Projeto dinamarquês define veículo elétrico do futuro

Marcas automotivas internacionais se juntam no projeto dinamarquês Parker para traçar o caminho da próxima geração de veículos elétricos. Aplicando o know-how dinamarquês, um time formado por especialistas em redes integradas, como Enel, Nuvve e Insero, junto com os fabricantes Nissan, Mitsubishi e PSA Group, desenvolverá uma definição universal para a rede integrada, permitindo que os veículos elétricos em todo o mundo colaborem para um futuro sistema energético baseado em energias renováveis.

Com a ambição de substituir os combustíveis fósseis por energias renováveis, o futuro sistema energético enfrentará desafios crescentes na obtenção da capacidade de rede necessária e no equilíbrio da rede elétrica. O projeto Parker demonstrará como o veículo elétrico pode desempenhar um papel chave na solução deste desafio global.

Os parceiros do projeto estão na vanguarda do desenvolvimento de rede integrada, e os fabricantes de automóveis Nissan, Mitsubishi e PSA Groupe já implementaram a tecnologia conhecida como vehicle-to-grid (V2G – veículo-para-rede) em vários modelos de automóveis. O V2G é parte da tecnologia que torna possível que um veículo elétrico se torne uma rede integrada, além de fornecer e receber eletricidade da rede. Por meio da tecnologia V2G, os veículos podem servir como recursos de energia e, assim, apoiar ativamente a rede elétrica.

No entanto, uma implantação global de veículos de rede integrada exige um terreno comum – uma definição universal -, para que milhares de veículos elétricos de todas as marcas e independentemente de suas localizações sejam capazes de fornecer eletricidade para a rede de energia de acordo com as necessidades da rede local.

“É importante ter uma definição comum do que é o veículo de rede integrada, pois garante que os carros, através de marcas contemporâneas de veículos produzidos em série, tenham as capacidades técnicas necessárias para apoiar de forma otimizada a rede”, explica Peter Bach Andersen, Pesquisador do Center for Electric Power and Energy, DTU Electrical Engineering, e Gerente de projeto do Parker.

Para alcançar esta definição comum, o projeto dinamarquês demonstrará e definirá as capacidades técnicas que os futuros veículos elétricos devem suportar para lançar o V2G em todo o mundo. Além disso, o projeto dará os primeiros passos para o desenvolvimento de um certificado de Grid Integrated Vehicle (GIV – Veículo de Rede Integrada), o qual os fabricantes de automóveis podem solicitar para registrar a capacidade dos veículos de suportar a rede. Consequentemente, o projeto reforça a posição da Dinamarca enquanto pioneira global quando se trata de veículos de rede integrada.

“É muito empolgante ver os diferentes parceiros se juntarem, incluindo utilitários e fabricantes de automóveis, juntando DTU e Nuvve na Dinamarca, onde temos sido pioneiros com a pesquisa em V2G nos últimos cinco anos”, diz o Professor Willett Kempton, CTO da Nuvve e inventor do conceito “Grid Integrated Vehicle”.

Próximo passo para uma comercialização global

Além de desempenhar um papel fundamental em desafios globais, como a poluição do ar, mudanças climáticas e balanceamento da rede elétrica, as capacidades do V2G tornarão os futuros veículos elétricos mais atraentes para os consumidores, que, entre outras coisas, poderão vender serviços à rede.

Os principais fabricantes de automóveis como Nissan, Mitsubishi e PSA Groupe reconhecem as oportunidades comerciais de rede integrada e veem o projeto Parker como o próximo passo para uma comercialização global de veículos de rede integrada:

“A Nissan é conhecida pela inovação e qualidade, particularmente nos veículos elétricos, e pretende ser líder no desenvolvimento de veículos-para-rede”, diz Nicolas Joubaud, Gerente de Seção de V2G e Armazenamento Estacionário na Nissan, que continua: “Nós estamos orgulhosos de participar do projeto Parker, o que nos dará uma compreensão ainda maior de como integrar veículos elétricos na rede em uma escala maior. A Nissan acredita que a integração da rede vai revolucionar o mercado de energia por meio da transformação de um veículo elétrico em um ativo de energia ativa”.

No projeto, os parceiros irão explorar as oportunidades comerciais mais viáveis, testando e demonstrando sistematicamente os serviços V2G em todas as marcas de automóveis. Aqui, serão identificadas barreiras econômicas e regulatórias, bem como os impactos econômicos e técnicos das aplicações no sistema energético e nos mercados.

“A Enel está dando passos importantes no desenvolvimento de redes inteligentes com o objetivo de integrar efetivamente as energias renováveis nas redes de distribuição, bem como criar um papel ativo para o cliente no mercado de energia. O V2G é uma das tecnologias mais promissoras por meio da qual estes desafios podem ser enfrentados e, por isso, além de participar do projeto Parker, desenvolvemos também o Frederiksberg Pilot na Dinamarca, que é o primeiro hub V2G comercial na Europa”, diz Livio Gallo, Responsável global de Infraestrutura e Redes do Grupo Enel.

O projeto Parker irá interagir e extrair os dados do Frederiksberg Pilot, além de realizar testes em sete veículos elétricos e seis estações de carga, que fazem parte do projeto.

Fatos sobre Parker

Paceiros: Os parceiros do projeto são Nissan, Mitsubishi Corporation, Mitsubishi Motors Corporation, PSA Groupe, NUVVE, Frederiksberg Forsyning, Enel, Insero e DTU Electrical Engineering (PowerLabDK).

Duração: O período do projeto é de Agosto de 2016 a Julho de 2018.

Financiamento: O projeto tem um orçamento geral de DKK 14,731,471 que é financiado pela ForskEL.

Tecnologia: A tecnologia utilizada pelo projeto foi completamente testada e validada. Isso inclui os veículos (Nissan, Mitsubishi, PSA Groupe), a infraestrutura de carregamento (Enel) e software de agregação (NUVVE). O uso desses componentes maduros reduz os riscos relacionados à tecnologia no projeto.

Mais informações

O projeto Parker baseia-se em dois projetos anteriores, EDISON e Nikola, que já haviam lançado anteriormente as bases para a compreensão do potencial do veículo elétrico no equilíbrio do sistema de energia dinamarquês. O Parker representa o próximo nível de prontidão tecnológica ao permitir que os serviços de balanceamento sejam aplicados a uma frota de veículos elétricos.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: