Filtro de partículas para motores a diesel retém até 90% dos gases poluentes

Presentes nos veículos comerciais leves movidos a diesel desde 2012 para atender a fase P7 do Proconve (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos), os filtros de partículas são responsáveis por transformar até 90% dos gases tóxicos e do material particulado proveniente da combustão em substâncias inofensivas. De acordo com a Umicore, principal fabricante de catalisadores automotivos do País, essa eficiência garante mais qualidade ao meio ambiente e saúde da população, que deixam de ser atingidos pelo material nocivo.

CatalisadorDe acordo com o gerente de Aplicação do Produto da Umicore, Miguel Zoca, isso acontece porque a peça também possui função catalítica. “Os filtros retêm partículas de carbono e hidrocarbonetos, que são convertidas em CO2, água e nitrogênio. Essas reações químicas, além de purificarem os gases de exaustão, permitem que o componente seja regenerado para novas filtrações. Sem isso, ele acabaria entupido com o passar do tempo”, explica o especialista.

Os filtros de partículas para motores a diesel atuam em conjunto com catalisadores para oxidação diesel, para que assim a sua função seja completa. “Esses equipamentos, além de também oxidar os hidrocarbonetos a CO2 e água, geram NO2. O NO2 é fundamental para a conversão do material particulado retido no filtro em CO2, água e nitrogênio”, diz Miguel Zoca.

Fabricante do produto no mercado original, a Umicore também disponibiliza os filtros de partículas no aftermarket. “Faz parte da política da Umicore estar atenta às demandas do setor automotivo. Identificamos a oportunidade de atuar na reposição com esse produto com a mesma qualidade e alto desempenho daqueles comercializados junto às montadoras”, afirma Cláudio Furlan, gerente Comercial da Umicore.

Os componentes da empresa equipam pick ups e vans a diesel de veículos das principais montadoras do País e podem ser encontrados nas principais marcas de escapamento do mercado.

Cuidados e manutenção

De acordo com a Umicore, um dos erros mais comuns entre os motoristas tem ligação com a escolha do diesel. “Motores de última geração devem receber diesel S10, que contém uma quantidade menor de enxofre em sua composição. Optar por outro tipo de combustível pode levar ao entupimento do filtro de partículas e, consequentemente, a perda de eficiência da peça”, explica Zoca.

Outro cuidado importante é realizar a troca do óleo lubrificante no período indicado, sempre respeitando as especificações da fabricante. “A falta desse procedimento pode prejudicar o sistema de pós-tratamento de gases. Isso acontece porque, na falta de óleo novo, o motor passa a consumir mais do que o recomendado. Com isso, as cinzas geradas pela queima de resíduos dentro do filtro aumentam, o que provoca o entupimento dos poros do componente, prejudicando o seu funcionamento”, alerta o gerente de Aplicação do Produto da Umicore.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: