Aplicativo de transporte individual: oportunidade de trabalho e renda

A Safer, que recentemente desembarcou em Porto Alegre (RS) para prestação de serviços de transporte, já transforma a vida dos clientes e o modo de trabalhar dos motoristas. O condutor que quiser dirigir pela cidade, sem transitar no aeroporto, não precisa pagar nenhuma tarifa ou taxa, ganhando integralmente o valor da corrida. Para quem quer trabalhar no Aeroporto Internacional Salgado Filho, é cobrada uma mensalidade fixa, sem aumento ou cobrança extra.

– O condutor do veículo cadastrado escolhe qual plano de associação quer participar. Normalmente os motoristas querem trabalhar no aeroporto, pela grande quantidade de pessoas que transitam ali, mas para os que queiram apenas conduzir pela cidade, não é cobrada nenhuma taxa, deixando nosso serviço mais rentável para os trabalhadores – destaca o co-fundador e CEO Brasil da Safer, Gabriel Santos.

A seleção para prestar serviços à Safer é feita no próprio aeroporto, na central de atendimento ao motorista. Para cadastrar-se, o candidato deve se apresentar fisicamente no local, portando currículo e estar com o carro que pretende trabalhar.

– O motorista precisa ter experiência prévia com transporte, preferencialmente atendimento executivo. O carro deve ter menos de três anos de uso, possuir banco de couro e ar condicionado. O condutor tem de aceitar a política de atendimento da companhia, que é apresentada na própria seleção – explica.

Os carros que são aceitos, além do limite de três anos de uso, são divididos em dois módulos: a Linha Premiun é composta por veículos sedan grandes, como Corolla, Civic e similares. O módulo Safer X é um estilo executivo compacto de carros, como Línea, HB20 Sedan e similares.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: