Publicidade

‘Crescer rápido demais pode ser a morte do seu negócio’ – Por Federico Vega

O objetivo de muitos empreendedores é fazer sua empresa crescer rápido, sempre dobrando de tamanho, acumulando resultados e faturamento, mas sua empresa ou mercado podem não estar preparados para esse momento, e isso, pode significar o fim do seu negócio.

Imagine que você esteja subindo uma escada de forma veloz, os primeiros degraus são excitantes, pois mostra sua evolução, as conquistas e te dão satisfação, mas você não fica só neles, continua subindo, até que a observa que a escada está sendo construída ainda, ela possui um final, mas você não consegue mais parar. A queda é inevitável.

Essa é a analogia que você deve fazer quando vê o crescimento de sua empresa. É uma sensação incrível ver ela dando os primeiros passos, caminhando de forma firme e alcançando resultados

Mas será que a estrada em que você está seguindo está pronta para que você passe? Bom, para que você não seja pego de surpresa e veja seu sonho desmoronando duas questões devem ser levadas em consideração: planejamento e paciência.

Ter os planos da sua empresa estabelecidos para o curto, médio e longo prazo é básico ao iniciar um empreendimento, se você não partir desse ponto, não conseguirá chegar a lugar nenhum. O ponto importante é que você precisa planejar também como agir se você evoluir rápido demais, saber os motivos desse crescimento serão de extrema necessidade. Algumas possibilidades são: alto investimento em mídia, mercado muito novo, público alvo reduzido e, até, questões sazonais. Se você não incluir isso em seu planejamento, não terá fôlego para manter o ritmo. E se entrar um ciclo de dificuldades sem esses planos pode fazer com que a queda seja impossível de parar.

Leve em conta interferências externas, localização, tamanho do mercado e até se ele está maduro para consumir seu serviço ou produto. Esse desenho é importante, pois vai te ajudar a entender qual a situação da estrada que você vai correr.

Por isso é crucial ter paciência! Em algum momento, um crescimento menor pode se mostrar necessário, pois te permitirá manter as coisas equilibradas. Existem análises mercadológicas que mostram que um crescimento entre 20 e 25% é o mais equilibrado, pois permitirá um faturamento forte e uma estrutura de colaboradores que acompanhe a demanda.

Por mais empolgante que seja ver sua empresa crescendo, você precisa ter os pés no chão, nem os maiores investidores do mundo acham benéfico um crescimento tão agressivo, pois sabem que pode ser um tiro no pé. Um crescimento menor, mas que dará mais tempo de vida a sua empresa é mais positivo, pois dará sustentação para sua companhia perante o mercado.

Federico Vega, CEO e Fundador da CargoX


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade