Publicidade

Danilo Dirani surpreende e conquista segundo lugar na primeira corrida da Copa Truck

Uma estreia maiúscula. É essa a definição da primeira corrida da Copa Truck para o piloto Danilo Dirani.

Largando da 15ª posição, o paulista da Corinthians Motorsport mostrou porque é conhecido como um dos mais técnicos pilotos em atividade no Brasil, concluindo a corrida inaugural da nova categoria de caminhões em segundo.

Danilo não pilotava um caminhão de corrida há dois anos, mas, neste domingo (28), impressionou o público presente ao Autódromo de Goiânia, ao imprimir uma forte tocada em uma corrida de recuperação.

Dirani comemora segundo lugar na primeira corrida da Copa TruckA cada passagem, o Scania “Bicudo” número 28, subia de posição e, faltando oito minutos para acabar a primeira corrida da rodada dupla, já ocupava o segundo posto, atrás de Roberval Andrade, seu companheiro de equipe que acabou vencendo a prova, com Danilo em segundo.

“O caminhão era muito rápido, consegui sair de 15º para segundo. O pessoal da equipe fez um grande trabalho e pude me divertir muito comandando esse Scania. Infelizmente, um problema elétrico nos impediu de fazer a segunda corrida do dia, mas saio daqui satisfeito porque vejo que temos um equipamento competitivo. Essa foi só a primeira rodada dupla, ainda teremos outras cinco etapas, 10 corridas para buscar novos bons resultados. Não posso deixar de agradecer aos que nos apoiaram, a minha família, a minha equipe e a Deus”, afirmou Dirani, que soma 30 pontos e é quinto colocado na competição.

A Copa Truck é disputada em regime de rodada dupla. As corridas tem duração de 25 minutos cada uma. A nova categoria de caminhão do País tem calendário com três copas regionais – Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste.

Confira o resultado final:
1 – Roberval Andrade (Iveco), 13 voltas em 25min09s670
2 – Danilo Dirani (Scania), a 3s416
3 – Débora Rodrigues (Volkswagen), a 8s152
4 – Régis Boessio (Volvo), a 29s842
5 – Renato Martins (Volkswagen), a 30s218
6 – Luiz Lopes (Iveco), a 35s217
7 – Fábio Fogaça (Ford), a 1min04s643
8 – Beto Monteiro (Iveco), a 1min22s871
9 – José Maria Reis (Scania), a 1min32s028
10 – Rodrigo Belinati (Man), a 2min05s548
11 – Duda Bana (Scania), a uma volta
12 – Djalma Fogaça (Ford), a três voltas
Não completaram a prova:
Adalberto Jardim (Volkswagen), a seis voltas
David Muffato (Volkswagen), a seis voltas
Leandro Totti (Volvo), a sete voltas
Joel Mendes Jr. (Scania), a 10 voltas
Vinicius Palma (Volkswagen), a 13 voltas

A classificação da Competição ficou assim, após duas etapas disputadas:
01 – Regis Boessio e Roberval Andrade, 40 pontos
03 – Beto Monteiro e Débora Rodrigues, 38 pontos
05 – Danilo Dirani 30 pontos
06 – Fábio Fogaça e Luiz Lopes, 29 pontos
07 – Renato Martins, 28 pontos
08 – José Maria Reis, 25 pontos
09 – Rodrigo Belinati, 21 pontos
10 – David Muffato, 20 pontos
11 – Joel Mendes Jr., 11 pontos
12 – Duda Bana, 10 pontos
13 – Djalma Fogaça, 9 pontos
14 – Adalberto Jardim, 1 ponto

Saiba mais sobre o piloto: Danilo Dirani, que tem o apoio da Nutty Bavarian, é um dos maiores campeões de Kart Profissional da história do País, categoria onde ainda hoje disputa provas oficiais, teve uma passagem marcante pela Fórmula Três Sulamericana na qual detém o recorde de vitórias (14), pole positions (14) e melhores voltas (18) em 18 corridas disputadas. Passou pela Fórmula Três Inglesa, Formula Atlantic nos Estados Unidos. Na Europa integrou o programa de desenvolvimento de jovens pilotos da BAR-Honda na Fórmula Um, e foi piloto em competição de caminhões nos anos de 2011 a 2014. Junto com o irmão Denis Dirani, coordena uma programa de coach para pilotos na DDirani Coaching.

_______________________________________
Créditos da Imagem: Fábio Oliveira


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade