Publicidade

Webasto pronta para o futuro. Vendas ultrapassaram 3 bilhões de euros em 2016

“O Grupo Webasto pode olhar para 2016 como um ano de sucesso e a empresa está preparada para o futuro”, afirma Dr. Holger Engelmann, presidente do Conselho de Administração, Webasto SE, na coletiva de imprensa anual de fornecedores automotivos em Munique (Alemanha). Em 2016, pela primeira vez na história da empresa, a Webasto gerou vendas de mais de 3 bilhões de euros, marcando um aumento de 8% em vendas em comparação com o ano anterior, de 2,9 bilhões para cerca de 3,2 bilhões de euros. Depois de se adequar à taxa de câmbio, o crescimento chegou a 10%. Com um EBIT de 206 milhões de euros (167 milhões de euros, em 2015), a Webasto também viu uma melhoria significante nos lucros – aproximadamente 23%. A margem de lucro de 2016 equivale a 6,5%, comparada a 5,7% do ano anterior.

A maior participação em vendas foi obtida pela unidade de negócios de tetos solares e panorâmicos: Tetos solares e componentes alcançaram 74% das vendas totais do grupo, com faturamento de 2,4 bilhões de euros. A unidade de Conversíveis (tetos conversíveis) contribuiu com cerca de 300 milhões de euros, 10% das vendas totais. A unidade de negócios Termo & Conforto contabilizou 500 milhões de euros em vendas com sistemas de aquecimento, resfriamento e ventilação, somando 16% das vendas totais. O número de colaboradores no Grupo Webasto aumentou em 3% e o número mundial de trabalhadores chegou a mais de 12.000 no fim de 2016.

“Em nosso negócio principal, estamos bem posicionados no mercado internacional”, diz Engelmann enquanto olha as regiões individualmente. A região das Américas, que inclui os EUA, América do Sul e Central, está em desenvolvimento constante e tem boas perspectivas. Uma proporção significativa das vendas globais ainda é gerada na Europa. O mercado individual mais dinâmico é a China, país onde a demanda por tetos deslizantes – e principalmente tetos panorâmicos de grande escala – está em crescimento contínuo. Como resultado, a Webasto vai expandir ainda mais a rede de produção na China nos próximos anos. E no início de maio uma nova unidade em Boading (província de Hebei) foi inaugurada.

Com a China sendo uma área de investimento chave em 2016, junto com a Europa, a fornecedora automotiva investiu um valor de 150 milhões de euros pelo mundo na expansão de edifícios e fábricas. Mais de 220 milhões de euros foram investidos em pesquisa e desenvolvimento. Engelmann comenta: “Nosso foco na padronização e eficiência nos permite oferecer aos clientes uma ampla variedade de produtos com um alto nível de personalização, enquanto que, ao mesmo tempo, melhoramos a produtividade.”

A estratégia dupla é um grande sucesso

“Nossa estratégia dupla, que consiste em dois pilares, ‘fortalecimento’ e ‘participação’, vem tendo muito sucesso,” enfatiza Engelmann, que ainda explica: “De um lado, fortalecemos constantemente nossos campos de negócios principais. Do outro, desenvolvemos novas áreas de negócios, que correspondem com o nosso perfil de competência e, também, oferecemos soluções para megatendências no setor de mobilidade.”

A Webasto está fortalecendo suas áreas de atividade principais com novas tecnologias e produtos, como, por exemplo, a contínua expansão da variedade de produtos aquecedores de alta voltagem (HVH). Engelmann enxerga um grande potencial para os próximos anos, com uma visão mais direcionada ao setor de mobilidade eletrônica, afirmando que o sistema de aquecimento não é apenas um adicional nos veículos carregados por bateria, mas uma necessidade. Além disso, a integração vertical desejada, que está em expansão parcial, é importante para todas as unidades de negócios e grupos de produtos. Engelmann esclarece: “Para nós, o conhecimento eletrônico é um know-how estratégico. A aquisição de uma fabricante de componentes eletrônicos no início deste ano foi um passo estratégico e lógico para n&oac ute;s.&r dquo; Na “participação”, a Webasto mantém-se concentrada no desenvolvimento e produção de sistemas de bateria e soluções de recarga para carros particulares e frotas de empresas com a unidade de negócios E-Solutions e Serviços. “Como uma parceira global de sistemas inovadores para o setor automotivo, é importante para nós investir no futuro da mobilidade com base em nossa expertise. É onde está o futuro dos negócios”, afirma Engelmann.

Cultura corporativa: outro pilar para o sucesso em longo prazo

Mais um pilar para o desenvolvimento da Webasto é sua cultura corporativa. O programa ONE Webasto define, entre outras coisas, a cooperação entre todas as unidades de negócios. “Escrever e apresentar uma cultura corporativa não é o bastante,” comenta Engelmann. “O mais importante é integrar os valores diariamente. Não é algo que você pode pedir, mas algo que requer apoio, exemplos, entusiasmo e tempo também.”

De acordo com a pesquisa mais recente com os funcionários, há um alto nível de identificação com a Webasto por toda a empresa e a integração da cultura corporativa está em um bom caminho. “Para que continue dessa maneira, trabalhamos sempre para integrar nossa cultura corporativa e, no fim, melhorarmos nossa posição para competir por funcionários e clientes,” explica Engelmann.

Visão otimista do futuro

A Webasto teve um bom início de ano fiscal em 2017 em vendas e lucros. O volume de pedidos no fim do primeiro trimestre foi de 13,6 milhões de euros, 2,7 milhões de euros a mais que no mesmo período ano passado. A empresa pode olhar para o futuro de maneira positiva, mesmo com a volatilidade do setor automotivo e incertezas geopolíticas. Engelmann continua: “Estamos no caminho para alcançar nosso objetivo de vendas de 5 bilhões de euros até 2020 e temos uma base financeira sólida para investimentos e aquisições estratégicas.”


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade