Publicidade

Novo Audi A8: mais voltagem para uma eficiência aprimorada

O novo Audi A8 está avançando na eletrificação em uma ampla frente. Em sua última geração, o principal carro da marca apresentará, pela primeira vez, uma transmissão eletrificada como equipamento padrão. Para isso, os motores a combustão serão equipados com uma tecnologia híbrida leve, trazendo uma rodagem refinada e um desempenho aprimorado, juntamente com uma maior eficiência. A base é o sistema elétrico de 48 volts incorporado, pela primeira vez, ao novo Audi A8 como o sistema elétrico primário.

A unidade de potência híbrida leve compreende dois componentes principais: primeiro, o alternador de correia de 48 volts refrigerado a água (BAS), que complementa o motor de arranque convencional de pinhão. Este último só é necessário para partidas a frio no novo Audi A8. Em seguida está a bateria de íon de lítio no compartimento de bagagem, que atua como acumulador de energia para o veículo elétrico híbrido MHEV (Mild hybrid electric vehicle / veículo elétrico híbrido leve) com uma capacidade de carga de 10 Ah e um sistema elétrico de 48 volts.

Novo Audi A8A vantagem do BAS torna-se particularmente clara quando o motorista se aproxima de um sinal de trânsito vermelho ou de uma rotatória. Se o sinal de trânsito mudar para verde durante a frenagem enquanto o veículo está a ponto de parar, ou se aparecer um espaço para que o motorista entre e solte o freio, o motor a combustão é ligado imediatamente. O carro acelera sem qualquer demora. Isto é possível graças ao motor de arranque de alternador de correia, que está conectado permanentemente ao motor a combustão.

A nova unidade de potência une eficiência e conforto de uma maneira muito especial: o novo Audi A8 de quarta geração pode entrar no modo de deslocamento silencioso dentro da faixa de velocidade de 55 a 160 km/h. O automóvel pode então rodar com emissão zero por até 40 segundos, com o motor desligado. Assim que o motorista pisar novamente no acelerador, o BAS proporciona uma partida rápida e muito suave. Além disso, a operação de partida/parada (start/stop) somente se torna ativa a partir de 22 km/h.

A função start/stop do carro difere significativamente dos sistemas anteriores. O sedan de luxo de alta conectividade pode distinguir entre diferentes situações de trânsito. Quando o caminho à frente está livre, o BAS prontamente dá partida no motor a combustão, permitindo que o novo Audi A8 arranque rapidamente. Depois de longas fases de parada ou se o cliente quiser aumentar o ar condicionado, a partida no motor a combustão é dada de forma extra suave e silenciosa. Há também o novo recurso da partida preditiva: assim que o veículo à frente do novo Audi A8 se move, o motor dá partida mesmo se o freio ainda estiver pressionado. Nesse cenário, a estratégia de controle conclui que o motorista entrará espontaneamente no fluxo de tráfego.

Para alcançar esse alto padrão de eficiência, o novo Audi A8 vem com um sofisticado gerenciamento de transmissão que processa dados da rota e as informações de seu conjunto de sensores altamente conectados em rede, incluindo a câmera frontal. O gerenciamento da transmissão usa este equipamento para decidir se o A8 está no modo de rodagem livre ou de recuperação. Ele recupera energia não apenas a partir de frenagens ou quando o carro se desloca livremente; o novo Audi A8 também o faz se estiver em perigo de chegar muito próximo de um veículo à frente durante a rodagem livre. Todas estas medidas são vantajosas não apenas em termos de conforto, mas também no momento de abastecer. No novo Audi A8, a unidade de potência híbrida leve reduz o consumo de combustível durante a operação em até 0,7 litros por 100 quilômetros.

O novo Audi A8 faz sua estreia mundial no primeiro Audi Summit, em Barcelona, em 11 de julho. Saiba mais sobre o desenvolvimento da transmissão do Audi no Audi Media Center em www.audi-mediacenter.com/en/techday-combustion-engine-technology .


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade