Publicidade

ZEN recomenda cuidados com o motor de partida nos dias mais frios

A chegada da estação mais fria do ano exige alguns cuidados especiais para não danificar alguns componentes do veículo. De acordo com os técnicos da ZEN, fabricante de impulsores de partida, a atenção deve ser redobrada na hora de fazer o motor funcionar. Insistir em ligar o carro, pode superaquecer e comprometer a vida útil de impulsor de partida e de outros componentes do propulsor.

Por isso, nos dias em que as temperaturas estiverem mais baixas, é recomendável dar um tempo entre uma partida e outra, caso ocorra uma demora na ignição. “Há casos em que a insistência pode danificar componentes como o induzido, porta-escovas e solenoide. Em casos extremos, pode até mesmo ocasionar um princípio de incêndio”, alerta o responsável por testes na área de laboratório experimental da ZEN, Allan Maurici.

ZEN é fabricante original de impulsores desde 1986Segundo o técnico, o impulsor de partida é um item instalado junto ao motor e que serve para acionar o propulsor até que comecem as explosões. Caso sofra uma avaria, é necessário trocá-lo numa oficina de confiança e sua substituição leva, em média, de duas a três horas.

Recomendações

Os motores de partida são projetados para operar continuamente por um tempo máximo de 30 segundos. Caso o motor de combustão não entre em funcionamento ao final deste período, é necessário aguardar por, no mínimo, dois minutos para que ocorra o devido resfriamento da peça.

Em relação à manutenção preventiva, um dos principais cuidados deve ser com o óleo lubrificante, respeitando sempre os períodos de troca. “No inverno, há um aumento na viscosidade do óleo, que fica mais denso e, consequentemente, gera maior atrito entre as partes móveis do motor”, explica Maurici.

Além disso, é importante solicitar ao mecânico uma checagem bem rigorosa nos parafusos de fixação do motor de partida e também na parte elétrica, como a bateria do carro, que deve estar em boas condições, já que sem energia o motor de partida pode não funcionar corretamente.

Outra dica é verificar o indicador de carga, além de checar se os cabos elétricos estão bem conectados. “É preciso também ficar atento aos ruídos anormais durante a partida, ao funcionamento de todas as luzes de alerta no painel e no correto funcionamento dos sistemas elétrico do carro. Além disso, os proprietários de veículos flex, que abastecem com etanol, devem verificar o nível de gasolina no reservatório auxiliar de partida”, finaliza Maurici.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade