Publicidade

Chassi inteligente, conectado e ativo é a nova tecnologia da ZF para evitar acidentes

O chassi é um dos sistemas mais complexos do carro – e um dos mais importantes em termos de segurança e conforto na hora de dirigir. Com as funções de condução assistida e autônoma, essa importância é cada vez maior. A ZF está perfeitamente preparada para essa realidade. O controle integrado do chassi (ICC) interconecta os sistemas do chassi e age como parte de um conjunto completo para alcançar o máximo de dinâmica longitudinal, transversal e vertical. Além de representarem um ganho expressivo de segurança, essas tecnologias preparam o caminho para uma maior aceitação das funções de condução autônoma em que a ZF contribui ativamente para concretizar o “Vision Zero”, sua visão de zerar acidentes e emissões no trânsito.

É do chassi que depende a manobrabilidade e toda a sensação ao volante: a direção, os terminais de direção, os mancais, o amortecimento, a suspensão, os estabilizadores e freios definem o caráter de um veículo. Sem contar que um bom chassi melhora as características de “Noise, Vibration, Harshness”, o chamado NVH, que eliminam ruídos e vibrações que incomodam os ocupantes. Nesse campo, a ZF se sobressai com todas as suas competências. “Além dos acionamentos sem emissões, a mobilidade do futuro se destacará pelo maior conforto e segurança quando dirigimos”, afirma Dr. Holger Klein, head da Divisão de Tecnologia de Chassis para Veículos de Passeio da ZF Friedrichshafen AG. “É por isso que com os nossos novos sistemas ativos pensamos no futuro e preparamos o automóvel para as funções de condução autônoma, pois quando nós mesmos não estamos ao volante, é fácil culpar o piloto automático em cada buraco e qualquer irregularidade no asfalto”, ressalta.

Com ajuste gradativo dos suportes das molas, o nivelamento eletro-hidráulico (eLEVEL) oferece inúmeras opções de aplicaçãosMOTION: a novidade que faz o carro parecer um “tapete voador”
O novo sistema de amortecimento ativo sMOTION se baseia na comprovada tecnologia de controle contínuo de amortecimento (CDC – do inglês “Continuous Damping Control”) da ZF. No sMOTION, uma unidade de motor e bomba complementa o amortecedor da suspensão de cada uma das rodas. Esses atuadores bidirecionais possibilitam ao sistema gerar forças com elevadas velocidades contrárias ao movimento da haste do pistão. O resultado mostra que, enquanto amortecimentos convencionais ou semiativos reagem a vibrações, o sMOTION é capaz de responder com mais kiloNewtons de força (escaláveis) a influências da estrada, como buracos e irregularidades no pavimento. Tudo isso pode eliminar praticamente por completo todos os movimentos de rolagem, solavanco e balanço da carroceria. A estabilidade adquirida assegura níveis bem maiores de segurança e um nítido aumento do conforto ao dirigir. “O sMOTION faz com que os ocupantes se sintam como se estivessem em um tapete voador”, diz Dr. Klein.

A condução autônoma permite que o motorista deixe de ter o controle do veículo para poder se dedicar a outras atividades. Se o carro se transformar, por exemplo, em um escritório móvel, as exigências com relação ao conforto se tornam mais importantes. Em combinação com os sensores da ZF, como a unidade de controle eletrônico, a tecnologia LIDAR e os radares, o sMOTION viabilizará futuras funções de condução autônoma.

Sistema eletromecânico de estabilização traz segurança nas curvas
O sistema ativo de estabilização (ERC, do inglês “Electromechanical Roll Control”) impede que os movimentos indesejados dos chassis em curvas e irregularidades na pista sejam transmitidos à carroceria. Em 300 milésimos de segundo, o motor elétrico de 48 V e torque de até 1.400 Nm instalado no eixo é capaz de compensar as inclinações do veículo. A estabilização garante maior segurança nas curvas e mais conforto em trechos com pavimento irregular de um lado. O conceito de peças idênticas faz com que o ERC seja adequado a todas as categorias de veículos.

Mais conforto com o eLEVEL
Na tecnologia de nivelamento “Electro Hydraulic Leveling” (eLEVEL) da ZF, quatro atuadores ajustam os suportes das molas do veículo e regulam gradativamente a altura da carroceria. São inúmeras as vantagens e opções de aplicação que oferecem mais conforto ao entrar e sair do carro, como mais eficiência ao superar obstáculos e aclives, compensação da altura do veículo carregado, distância otimizada até o solo na hora de carregar as baterias de automóveis elétricos sem contato e melhora da aerodinâmica, o que reduz as emissões de CO2.

Conexão inteligente com o controle integrado do chassi
Com o controle integrado do chassi (ICC – do inglês “Integral Chassis Control”), a ZF interliga sistemas avançados, como a direção elétrica (EPS) do eixo dianteiro, o ajuste ativo da direção do eixo traseiro Active Kinematics Control (AKC), o amortecimento ativo e o sistema de frenagem do veículo. A integração perfeita de cada um dos atuadores possibilita novas funcionalidades, como o programa de assistência à frenagem de emergência (Emergency Steering), a compensação de movimentos indesejados do reboque (Trailer Stabilization), bem como a redução do raio de giro e das oscilações verticais. Tudo isso pode aumentar a segurança geral do veículo. O ICC também desloca os limites da dinâmica de direção para a faixa externa, fazendo com que o automóvel possa se manter perfeitamente na pista, mesmo em superfícies escorregadias, e desviar com eficiência em situações críticas. Definidas pelo princípio “plug-and-play”, as interfaces com os sistemas avançados de assistência ao motorista (ADAS – do inglês “Advanced Driver Assistance Systems”) e seus respectivos atuadores fazem com que o ICC possa ser aplicado de forma escalável, favorecendo decisivamente a condução altamente automatizada.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade