Publicidade

Férias de julho: revisão garante viagem sem imprevistos. Inspeção da vela de ignição ajuda a detectar diversos problemas no veículo

Motoristas que desejam aproveitar as férias de julho para pegar a estrada devem ter cuidado especial com a manutenção do veículo. Item fácil de ser inspecionado, a vela de ignição deve ser priorizada durante a revisão preventiva, já que a análise do componente permite detectar diversos problemas. A dica é da NGK, marca especialista em sistema de ignição.

“A aparência da vela diz muito sobre o estado do motor. Apenas por meio de uma inspeção visual é possível diagnosticar o uso de combustível de má qualidade e infiltração de óleo e de fluido de arrefecimento na câmara de combustão, por exemplo”, explica Hiromori Mori, consultor de Assistência Técnica da NGK.

VelasVelas de ignição que não funcionam de maneira adequada podem causar falhas no motor, dificuldades na partida, aumento no consumo de combustível e do nível de emissões poluentes.

Itens de desgaste natural, as velas de ignição nem sempre tem seu funcionamento irregular percebido pelo motorista e, por isso, a revisão periódica é tão importante. “Os motores atuais estão cada vez mais tecnológicos e preparados para trabalhar em condições adversas, especialmente quando há início de falha. Quando o dono do carro percebe que há algo errado, é sinal de que ele já ocorre há algum tempo”, afirma o especialista da NGK.

Outra vantagem da revisão preventiva é a economia. Velas com desgaste excessivo podem reduzir a vida útil de outros componentes como cabos, bobinas, transformadores, tampa do distribuidor, rotor e catalisadores. Além disso, o custo da manutenção corretiva de modo geral é mais alto do que a preventiva. A NGK recomenda a inspeção das velas a cada 10 mil quilômetros ou conforme recomendação da montadora.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade