Publicidade

DHL Supply Watch: aprendizagem automática mitigará riscos na cadeia de suprimentos

A DHL, maior provedor logístico do mundo, apresenta o mais novo integrante de sua plataforma Resilience360 para gestão de riscos em cadeias logísticas, o DHL Supply Watch. A extensão do sistema de alerta da DHL é proativo e utiliza aprendizagem automática e processamento de linguagem natural para detectar distúrbios na cadeia de suprimentos da empresa antes que ocasionem prejuízos financeiros ou danos de longo prazo à sua reputação. Com o Supply Watch, o DHL Resilience360 adiciona uma ampla gama de novas categorias de risco ao conjunto já existente no sistema. Ele monitora os riscos de fornecimento em uma escala, abrangendo toda a empresa e oferecendo, inclusive, indicadores financeiros, fusões e aquisições, danos ambientais, escassez de oferta, problemas de qualidade e qu estões trabalhistas, com a utilização de dados disponíveis publicamente mediante o monitoramento das fontes de mídia online e social.

“Fornecemos a nossos clientes uma solução que detecta e atenua possíveis falhas de fornecimento antes que aconteçam, permitindo que esses clientes se concentrem na redução antecipada de riscos e na auditoria de atividades de seus fornecedores – ou de terceiros – mais relevantes”, revela Tobias Larsson, Diretor de Resilience360, do departamento de Inovação e Soluções para Clientes da DHL. “Os insights e a transparência que os clientes ganham com o Vigilância Logística são outro exemplo de como a digitalização é capaz de beneficiar as operações da cadeia de suprimentos de pontaaponta, construindo cadeias resilientes e permitindo que as empresas tornem-se mais competitivas.”

O Supply Watch do DHL Resilience360 monitora cerca de 140 categorias de riscos diferentes, incluindo-se aí fatores financeiros, ambientais e sociais dentre os riscos resultantes de crimes, violações trabalhistas, defeitos de qualidade e perigos inerentes à cadeia de abastecimento, como escassez, restrições de capacidade e atrasos. Ao utilizar tecnologias avançadas de aprendizagem automática (machine learning) e processamento de linguagem Natural (PLN), o sistema adotado analisa dados baseados no acompanhamento de até 30 milhões de postagens provenientes de mais de 300.000 fontes de mídia online e social para detectar possíveis distúrbios na cadeia de suprimentos.

Para a CEO da DHL Global Forwarding Brasil, Cindy Haring, “a revolução tecnológica dos mercados e as mudanças nos campos social e político têm impactado as cadeias de suprimentos no Brasil e no mundo. Acompanhar de perto estes movimentos e até antever alguns pode prevenir perdas significativas, tornando a operação logística mais resiliente e sólida”.

Casos como o da falência de uma dentre as 10 maiores empresas do mundo em envio de contêineres, que levou à escassez de capacidade e a interrupções em cadeias de abastecimento do mundo todo, foi para muitas empresas algo inesperado, apesar de indicações anteriores que eram de conhecimento público. O DHL Supply Watch completa essa lacuna, sinalizando possíveis riscos de forma antecipada. O recente ataque global WannaCry, realizado via ransomware, é outro exemplo de uma situação em que o sistema teria sido capaz de ajudar a identificar os fornecedores supostamente afetados, permitindo que as empresas ligadas a eles tomassem as devidas precauções em suas próprias cadeias de suprimentos.

O desenvolvimento do sistema inteligente DHL Supply Watch recebeu apoio dos principais especialistas em linguística, bem como de cientistas de dados, para estabelecer uma análise confiável tanto de conteúdo quanto de contexto em relação a interações online. O DHL Supply Watch consegue compreender a linguagem humana, avaliando a forma como os seres humanos falam sobre acontecimentos e situações envolvendo riscos relevantes ao redor do mundo. Dentre os diferentes tipos de risco capazes de afetar as cadeias de suprimentos, muitos são particularmente difíceis de detectar, como questões referentes à qualidade.

O DHL Supply Watch encontra-se disponível de forma independente, mas também pode ser totalmente integrado à solução de monitoramento de incidentes e avaliação de riscos da DHL, o Resilience360.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade