Publicidade

São Bernardo do Campo recebe desafio de logística e inovação da Scania

Oito horas de desafio, inovação, troca de experiência e conhecimento. Assim começa, no próximo dia 2 de setembro, em São Bernardo do Campo, a última etapa regional do Inovathon Logistics Challenge, competição entre universitários realizada pela Scania Latin America. O programa tem como objetivo aproximar o mundo acadêmico da realidade da indústria e colocar a Logística na agenda dos estudantes. “Trabalho em equipe, gestão de tempo e visão de sustentabilidade são os componentes chave desse desafio”, explica Patricia Acioli, responsável pela área de Comunicação da Scania Latin America.

Lançada em 2016, a iniciativa ganhou um novo formato para a sua segunda edição, com etapas regionais que vão selecionar estudantes para a fase final, realizada em 24 horas (de 30 de setembro a 1º de outubro), em local ainda a ser anunciado. Em agosto, foram realizadas quatro etapas, uma em cada região do país. A capital gaúcha, Porto Alegre, foi a sede da região Sul (5/8), Fortaleza/CE no Nordeste (12/8), Brasília/DF no Centro-Oeste (19/8) e Manaus/AM na região Norte (26/8).

“No ano em que comemoramos 60 anos de presença no País, queremos mostrar que onde tem Brasil, tem Scania, e onde tem Scania, terá Inovathon em 2017″, explica Patrícia. “Após quatro etapas realizadas pelo Brasil, chegamos a São Bernardo do Campo para o último desafio regional e agora estamos mais próximos da grande final. O local do último desafio ainda é surpresa. Com isso, serão seis eventos em uma única competição. Uma maratona logística também para a Scania”, completa.

Em São Bernardo do Campo, o evento acontece na sede da Scania Latin America. À partir das 10h, os universitários inscritos em toda região sudeste passarão por uma maratona de desafios cronometrados no relógio. “Teremos avalição teórica e prática, mas o principal é fazer todos pensarem na eliminação de desperdício, em melhorias, na sustentabilidade financeira e ambiental, tudo isso por meio da logística”, diz Patrícia.

De acordo com a dinâmica, os 25 melhores classificados seguem na disputa divididos em grupos e, em equipe, precisam criar um projeto inovador que solucione uma problemática logística a ser apresentada pela Scania no dia do desafio. O grupo que tiver a melhor resposta para o problema terá a chance de ir à final e competir pelo grande prêmio: uma viagem de inovação pela Suécia. A avaliação dos trabalhos será feita por banca de professores e especialistas em Logística.

Ao término das etapas regionais, será divulgada a cidade onde ocorrerá a final, que mantém o formato de 24 horas de maratona, com direito a aprimorar os conhecimentos adquiridos em sala de aula, colocando-os em prática dentro de um ambiente real de uma empresa.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade