Primeira demonstração de veículos elétricos em rede multimarcas no mundo é realizada na Dinamarca

Com uma frota de quatro veículos de última geração das marcas Mitsubishi Motors Corporation, PSA Groupe e Nissan, o projeto dinamarquês Parker está demonstrando que veículos de diferentes marcas podem contribuir para fazer crescer a rede elétrica. Um marco importante para o lançamento dos veículos elétricos em rede, o V2G.

15 de novembro de 2017

O objetivo do Projeto Parker édemonstrar a capacidade dos veículos elétricos modernos de suportar e equilibrar um sistema elétrico baseado em energias renováveis. Para tanto, o Parker está testando uma ampla gama de serviços de rede novos e já existentes para examinar como os veículos elétricos podem contribuir melhor para equilibrar o sistema de energia e determinar se os veículos elétricos podem fornecer serviços de rede com marcas de automóveis diferentes – as primeiras demonstrações já foram realizadas.

“Esta é a primeira vez que três grandes marcas de automóveis se unem para demonstrar veículos elétricos em redes de marcas diferentes. Essa é a demonstração mais completa e sistemática de serviço de veículos elétricos em rede multimarcas já realizada”, diz Peter Bach Andersen, pesquisador sênior do Centro de Eletricidade e Energia, da DTU Electrical Engineering e Gerente do Projeto Parker.

Com as demonstrações iniciadas no segundo semestre de 2017, o projeto já demonstrou que os veículos são funcionais e capazes de fornecer serviços entre as marcas. Os primeiros testes realizados pela Parker incluíram serviços de rede, como regulação de frequência, suporte de tensão e empilhamento.

Diversas marcas automotivas entram no mercado de veículos elétricos em rede (V2G)

Para que os veículos possam oferecer suporte a esse sistema em escala global de modo ideal, deve-se formar uma definição universal para a integração da rede, para que os veículos possam se conectar e estar em equilíbrio com a rede, independentemente da marca e da localização, que é o que as marcas automotivas Mitsubishi Motors Corporation, PSA Groupe e Nissan se propõe a fazer no Projeto Parker, junto com a Enel, Nuvve, Insero, Mitsubishi Corporation e a Universidade Técnica da Dinamarca (DTU).

“A Mitsubishi Motors Corporation é pioneira em veículos elétricos e híbridos e vem trabalhando no uso desses veículos como uma bateria de armazenamento há mais de 5 anos. A demonstração dos veículos elétricos em rede realizada aqui na Dinamarca é um estudo para utilizar veículos elétricos e híbridos como uma ferramenta de troca de energia para a sociedade”, diz Vincent Cobee, vice-presidente corporativo da Mitsubishi Motors Corporation, e continua: “Nós esperamos que os veículos elétricos e híbridos funcionado como infraestrutura social se tornem indispensáveis num futuro próximo”.

A frota de veículos da Parker é composta de sete recarregadores da Enel e quatro linhas diferentes de veículos elétricos de última geração das três marcas mencionadas acima. Os veículos já vêm com tecnologia de veículo elétrico em rede (V2G) integrada e, portanto, são capazes de devolver eletricidade à rede, o que não só demonstra a aceitação da tecnologia V2G na indústria automotiva, mas também a posição dos parceiros como pioneiros na integração da rede.

“Estamos orgulhosos de fazer parte da equipe Parker, contribuindo com nossa tecnologia de infraestrutura de recarga de veículos elétricos e trazendo também nossa experiência no desenvolvimento de redes inteligentes. Para nós, a tecnologia V2G apresenta oportunidades de negócios significativas e estamos dando grandes passos no desenvolvimento desta tecnologia, no contexto do desenvolvimento da rede inteligente de maneira geral, para que possamos garantir um sistema de energia equilibrado baseado em energias renováveis”, diz Alberto Piglia, Responsável de e-Mobility da Enel.

Mais demonstrações em 2017

Antes das primeiras demonstrações que foram realizadas recentemente, a Parker elaborou um plano de teste abrangente, que englobava 11 serviços e que será testado no final de 2017. Aqui, o projeto irá, entre outras coisas, avaliar a capacidade dos veículos de fornecer regulação de frequência, prevenção de sobrecarga de rede e fazer a recarga em tempo real de acordo com um sinal de CO2 que informa o veículo quando as emissões de CO2 dos produtores de energia estão no nível mais baixo.

“Os primeiros testes são a base fundamental do projeto Parker, criando uma referência e validando um conjunto complexo de algoritmos para prestar múltiplos serviços, incluindo regulação de frequência e outros serviços complementares para a rede”, diz Gregory Poilasne, CEO da Nuvve Corporation. “Agora que demonstramos o que esses veículos podem realizar, o projeto Parker pode se concentrar em aumentar a escala e realizar o estudo de integração de frotas maiores na rede”, acrescenta Poilasne.

Ao final do período do projeto, que será executado até julho de 2018, o projeto Parker poderá definir quais serviços de rede e capacidades técnicas que os veículos elétricos de todas as marcas de automóveis devem oferecer, e como elas se combinam melhor para balancear o sistema de energia. Essas análises serão realizadas em 2018, período em que o projeto irá se concentrar em desenvolver um certificado de Veículo Integrado à Rede (GIV) e explorar oportunidades comerciais mais viáveis para veículos integrados em rede.

Além de demonstrações sobre a frota mencionada acima, a Parker também está conectando e extraindo dados do Projeto Piloto Frederiksberg na Dinamarca, o primeiro hub comercial V2G do mundo. Além disso, o projeto se baseia no conhecimento adquirido em projetos anteriores, EDISON e Nikola, que lançaram as bases para compreender o potencial dos veículos elétrico no balanceamento do sistema de energia dinamarquês.

Sobre o Projeto Parker

Parceiros: Os parceiros do projeto são a Nissan, Mitsubishi Corporation, Mitsubishi Motors Corporation, PSA Groupe, NUVVE, Frederiksberg Forsyning, Enel, Insero e DTU Electrical Engineering (PowerLabDK).

Duração: o projeto irá durar de agosto de 2016 a julho de 2018.

Financiamento: O projeto tem um orçamento total de DKK 14.731.471, financiado pela ForskEL.

Tecnologia: A tecnologia utilizada pelo projeto foi cuidadosamente testada e aprovada. Isso inclui os veículos (Nissan, Mitsubishi, PSA Groupe), a infraestrutura de recarga (Enel) e o software de agregação (NUVVE). O uso de componentes tão bem desenvolvidos reduz os riscos relacionados à tecnologia no projeto.

Frota de Parker: a frota de veículos da Parker consiste em quatro modelos de veículos de três marcas diferentes; Nissan e-NV200 Evalia, Mitsubishi Outlander PHEV, Nissan Leaf e dois Peugeot iOn. Além disso, o projeto inclui sete carregadores Enel 1.0 e 1.5.

Contexto

O projeto Parker foi baseado em dois projetos anteriores, o EDISON e o Nikola, que já começaram a compreender o potencial dos veículos elétricos no balanceamento do sistema elétrico dinamarquês. O Projeto Parker representa o próximo nível de disponibilidade tecnológica, permitindo que os serviços de balanceamento sejam aplicados a uma frota de veículos elétricos.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: