ZF participa da 9ª Edição do Dia da Engenharia Brasil-Alemanha

A ZF participou como umas das principais patrocinadoras da 9ª edição do Dia da Engenharia Brasil-Alemanha, que aconteceu ontem no Villa Blue Tree, em São Paulo (SP). O evento é uma realização da VDI – Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha e contou com a presença de renomados representantes da indústria e de especialistas que participaram de quatro painéis com os temas Digitalização e Tecnologias Disruptivas, Diversidade e Atratividade na Engenharia, Empreendedorismo na Engenharia e Cooperação Empresa-Universidade. Após os debates, aconteceu a entrega do 3º Prêmio VDI-Brasil.

Estiveram presentes mais de 300 participantes entre associados da VDI, Institutos de Ciência e Tecnologia do Brasil, associações e entidades de classe, engenheiros, empresários, presidentes e diretores de várias corporações, além de políticos, acadêmicos, imprensa e universitários Wilson Bricio, Presidente da ZF América do Sul e também presidente da VDI-Brasil, fez a abertura do evento e chamou a atenção para a necessidade de investimentos contínuos em formação e capacitação profissional, destacando os engenheiros como responsáveis por criar e aplicar tecnologias que alavancam processos e produtos nas empresas. Para ele, o contínuo desenvolvimento da engenharia brasileira é a base para o estímulo da indústria nacional.

Com moderação de José Rizzo Hahn, presidente da ABII – Associação Brasileira de Internet Industrial, o painel “Digitalização e Tecnologias Disruptivas” contou com a participação dos debatedores Daniel Moczydlower, diretor de Desenvolvimento Tecnológico da Embraer, José Frias Borges Jr., Diretor de Estratégia e Business Excellence das Divisões Digital Factory; Process Industries and Drives e Building Technologies da Siemens e João Visetti, Diretor-presidente da Trumpf Brasil.

O painel “A Diversidade e Atratividade na Engenharia”, tratou sobre a importância da carreira na área de Engenharia. O painel alertou sobre uma possível escassez de profissionais nesta área em um futuro próximo.

Para abordar este tema foram convidados Simon Girntke, Diretor da Dress & Sommer do Brasil, Geovana Donella, CEO da Donella & Partners e a professora Sheyla Mara Baptista Serra, Diretora do Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia da UFSCar, com moderação de Theo van der Loo, CEO da Bayer Brasil.

O terceiro painel teve como foco a orientação e viabilização do empreendedorismo como opção de carreira. Além disso, destacou a importância da reciclagem constante. Foi mediado por Carolina da Costa, Vice-presidente de Graduação do Insper, e reuniu Bruno Gellert, CEO e Fundador da Peerdustry, Humberto Luiz de Rodrigues Pereira, Presidente da Anpei – Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras e Prof. Sérgio Gargioni, Presidente da FAPESC – Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina – e CONFAP – Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa.

Por último, no painel Cooperação Empresa-Universidade, o foco central dos debates esteve no desafio das universidades em aumentar sua interação, transferindo conhecimentos e tecnologias para a sociedade por meio de projetos de P&D e da formação de engenheiros preparados para trabalhar em cooperação e atentos à geração de inovação e valor. Os debatedores foram Patrick Silva, Diretor de Infraestrutura para América do Sul da BASF S.A., Jefferson Gomes, Professor do ITA e Diretor Regional do SENAI/SC e o professor Benedito Guimarães Aguiar Neto, Reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie. A mediação ficou por conta de Mauricio Muramoto, sócio-diretor da MHMURA Assessoria Empresarial.

3º Prêmio VDI-Brasil

Ao final do dia aconteceu a palestra ministrada pelo professor Dr. Jorge Almeida Guimarães, Diretor-Presidente da EMBRAPII – Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, seguida pela entrega do 3o. Prêmio VDI-Brasil a Hermann Wever, Engenheiro civil e eletricista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Durante 21 anos de carreira na Siemens, dos quais 14 na presidência, Wever orquestrou a participação da empresa alemã em alguns dos maiores legados da engenharia no Brasil, como a construção das hidrelétricas de grande porte.

Mesmo após sua aposentadoria, seguiu dedicado à sua missão de promover a engenharia, tecnologia e inovação no Brasil como membro do conselho de instituições como a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), da Associação Comercial de São Paulo, do Ministério de Ciência e Tecnologia e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Hermann Wever também atuou na Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha (VDI-Brasil). Durante 5 anos como Presidente do Conselho, contribuiu para consolidação da organização como maior plataforma de cooperação em engenharia entre Brasil e Alemanha. Como reconhecimento recebeu em 2002 o título de associado de honra da VDI-Brasil. Em 61 anos da associação no Brasil, apenas 26 engenheiros foram contemplados com este título.

Estiveram presentes Pedro Wongtschowski, Presidente do Conselho de Administração da EMBRAPII e Maurício Lopes, Presidente da EMBRAPA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vencedores da 1ª e 2ª edição do Prêmio, respectivamente. Na sequência houve um Jantar Beneficente em prol da SBA Girassol, Sociedade Beneficente Alemã, entidade de São Paulo (SP) que se dedica à formação profissional.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: