Publicidade

CO2 e gases tóxicos: entenda a diferença entre os poluentes

Os veículos a combustão são responsáveis pela emissão de diversos gases poluentes. Mas será que todos eles são nocivos à saúde humana? A Umicore, empos principais mitos e verdades sobre o assunto.

Anúncios Ecompare


Todos os gases provenientes dos motores a combustão são tóxicos à saúde humana
Mito. Dentre as substâncias resultantes dos motores a combustão há vapores d’água, gases tóxicos à saúde humana como o CO (Monóxido de Carbono), HC (Hidrocarbonetos) e NOx (Óxidos de Nitrogênio) e gases que afetam o meio ambiente como o CO2 (Dióxido de Carbono), por exemplo.

“O CO2 não é tóxico aos humanos e aos animais, uma vez que também é um subproduto de nossa respiração. Ou seja, sua presença no meio ambiente não afeta a saúde das pessoas diretamente. Já os gases tóxicos podem causar diversas doenças respiratórias”, explica Miguel Zoca, gerente de Aplicação do Produto da Umicore.

O CO2 é um dos responsáveis pelo aquecimento global
Verdade. O CO2 afeta a saúde do planeta, por isso, deve ter os seus níveis de emissões reduzidos.

A eficiência energética ajuda a reduzir os níveis de CO2
Verdade. Por ser um gás formado na câmara de combustão uma das principais formas de diminuir a sua emissão é por meio da redução do consumo dos veículos.

“Menor consumo significa utilização de um número menor das moléculas de combustível, que causa diretamente a redução de CO2. Também é possível diminuir esses índices mudando a fonte de energia para fontes mais limpas, como biocombustíveis ou sistemas de propulsão elétricos, por exemplo”, explica o especialista da Umicore.

A eficiência energética também ajuda na redução de gases tóxicos nos veículos
Mito. No caso dos gases tóxicos, o responsável por diminuir as emissões é o catalisador. O componente age transformando até 98% das moléculas de CO, HC e NOx provenientes da combustão em gases inofensivos à saúde. “Isso acontece por meio de reações catalíticas que convertem essas substâncias em outras não tóxicas”, comenta Miguel Zoca.

O catalisador é um componente essencial para a qualidade do ar e saúde da população
Verdade. Estudos realizados pela Umicore apontam que cada catalisador em atividade e durante sua vida útil, que é de cerca de 15 anos, evita que mais de uma tonelada de poluente por veículo chegue até o ambiente. “Além disso, estima-se que, sem os catalisadores, os veículos poluiriam cerca de cinco vezes mais”, diz o gerente de Aplicação do Produto da Umicore.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade