BASF abre novas fábricas de tintas automotivas na China e Tailândia

A divisão de Tintas da BASF inaugurou, em dezembro, duas fábricas de tintas automotivas – na China e na Tailândia – para atender às necessidades da indústria em desenvolvimento. A nova fábrica no Shanghai Chemical Industry Park (SCIP), em Caojing, Xangai, China, terá escala mundial. O projeto de 140 milhões de euros é uma extensão da planta de tintas automotivas existente, uma joint venture entre a BASF e a Shanghai Huayi Fine Chemical Co., Ltd. Esta expansão aumentará ainda mais a produção local da empresa e servirá de melhor forma o crescente mercado automotivo na China e na Ásia Pacífico.

Em 2016, 48,6 milhões de unidades de veículos leves foram produzidos na região da Ásia-Pacífico, representando 52% da produção global. “Espera-se que o mercado automotivo global continue a crescer de forma significativa, com a China como maior player”, afirma Dirk Bremm, presidente da divisão de Tintas da BASF. “A inauguração desta nova fábrica em Xangai nos ajudará a apoiar o crescimento de nossos clientes e assumir um papel ativo no desenvolvimento do mercado automotivo chinês”, considera.

BASFA fábrica de ponta será um centro de produção intimamente ligado à infraestrutura existente da empresa para tintas automotivas, resinas e produção de pintura eletroestática, bem como laboratórios de Pesquisa & Desenvolvimento.

“Com a adição desta nova fábrica de tintas automotivas ao nosso cluster de produção no SCIP, reforçamos ainda mais a nossa capacidade de produção local para apoiar nossos clientes. Juntamente com os nossos parceiros, contribuímos para facilitar o desenvolvimento inovador e sustentável do setor industrial da China”, diz Stephan Kothrade, presidente de Funções da BASF Ásia-Pacífico e presidente do Conselho da BASF Grande China.

A nova unidade atenderá às necessidades da indústria automotiva chinesa, o que inclui a tecnologia de tintas à base de água e também processo integrado de pintura. Isso contribui com a redução do consumo total de energia no processo de pintura graças às novas funcionalidades das soluções de tintas da BASF. “Nossas soluções são pesquisadas em nossos laboratórios, simuladas e testadas em nossos centros de aplicação, e finalmente produzidos em nossa nova fábrica. Desta forma, combinamos o poder de pesquisa científica do nosso Campus de Inovação Ásia-Pacífico, em Xangai, com a proximidade com nossos clientes”, explica Peter Fischer, vice-presidente sênior de Soluções de Tintas da BASF Ásia-Pacífico.

A nova fábrica produzirá diluentes, primers, tintas transparentes e tintas à base de água. Também será apoiada por um novo centro de aplicações automotivas que fornece aos fabricantes de automóveis os acessos a instalações avançadas de P&D, incluindo um robô 3-D para aplicação de revestimentos no BASF Innovation Campus Asia Pacific (Shanghai) até o final de 2018.

Nova fábrica na Tailândia

A BASF anuncia ainda uma nova fábrica de tintas automotivas em Bangpoo, na província de Samutprakarn, na Tailândia. A unidade é a primeira da empresa na ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático) e irá produzir tintas automotivas à base de solventes e à base de água para atender à crescente demanda do mercado na região.

A nova fábrica de Bangpoo complementa as instalações do Centro de Competências Técnicas de Tintas ASEAN, que foi aberto em setembro de 2015 no mesmo local, e vai permitir a eficiência operacional e a velocidade do mercado. O centro técnico inclui um laboratório para desenvolvimento de produtos, instalações de aplicação de alto desempenho, design de cores, bem como uma pequena unidade de produção de lote. O design da nova fábrica não só permite à BASF oferecer serviços personalizados, como também tem potencial para expansão futura e flexibilidade para se adaptar a novos requisitos de produção e mudanças nas tendências da indústria.

A BASF atua na indústria de tintas automotivas na ASEAN há mais de dez anos e é, hoje, o fornecedor de revestimentos para motocicletas número um na Tailândia.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: