Publicidade

Ford reativa fábrica em Corktown para concentrar esforços em veículos autônomos e elétricos

A Ford anunciou a reativação de um dos seus centros de produção mais emblemáticos e antigos no bairro de Corktown, em Detroit, onde tudo começou. Inaugurado há 110 anos com o nome “The Factory” – “A Fábrica”, em português – o local concentrará os esforços da marca em veículos autônomos e elétricos, a partir do ano que vem. A decisão é estratégica e alinhada com o compromisso da Ford de criar novos modelos de negócios de transporte e serviços, com o objetivo de se tornar a empresa de mobilidade mais confiável do mundo, desenvolvendo veículos inteligentes para um mundo conectado.

Totalmente restaurada, a unidade, com 4.180 metros quadrados de área, estará em funcionamento já em 2018 e permitirá que um time com mais de 220 pessoas faça uma imersão nos desafios e soluções de mobilidade em um ambiente urbano. A escolha deste espaço tem significado maior ainda para o presidente executivo da marca, Bill Ford, pois foi nesta região de Dearborn, Michigan, onde os seus antepassados se instalaram após emigrarem da Irlanda. “Regressar a Detroit é particularmente importante, porque é onde o meu bisavô se estabeleceu para perseguir a sua paixão e é a cidade que chamamos de lar”, afirma Bill Ford.

A equipe em Corktown será comandada por Sherif Marakvy, vice-presidente de veículos autônomos e eletrificação da Ford, e também abrigará projetos estratégicos, como o team Edison – equipe especializada que visa acelerar o desenvolvimento global da nova geração de veículos elétricos da marca.

Carros autônomos

A Ford pesquisa os carros autônomos há mais de uma década e, desde o início, definiu alguns pilares para o desenvolvimento dessa tecnologia, colocando o consumidor sempre no centro desse processo. Jim Farley, presidente de Mercados Globais da Ford, fala sobre a visão da empresa nesse trabalho que vai moldar o transporte do futuro.

“Quando penso na tecnologia de carros autônomos e o que ela pode oferecer, posso sonhar com visões surpreendentes do futuro. É um exercício divertido e que devemos fazer constantemente para garantir que estamos na direção certa”, diz. “Para isso, precisamos construir hoje um negócio que sirva de base para o sucesso de longo prazo.”

Segundo ele, o próximo ano será um momento importante, quando a empresa começará a testar sua tecnologia de carros autônomos e o novo modelo de negócios como projeto piloto na primeira cidade. O objetivo é projetar um veículo totalmente novo, otimizado para a condução autônoma, que diferencie o produto por meio da tecnologia e experiência do consumidor quando começar a ser usado por empresas líderes no transporte de pessoas e mercadorias.

O carro autônomo da Ford está sendo projetado a partir de quatro aspectos principais:

● Uso Comercial: a empresa aproveitará a experiência na produção de veículos comerciais de alta capacidade, usados em frotas de táxi, polícia e outros serviços pesados, para construir um carro autônomo com componentes avançados – freios, rodas e estrutura da carroceria capazes de suportar ciclos de trabalho extremos e submetidos a testes rígidos de durabilidade antes de chegar ao mercado.

● Híbridos Elétricos: o desenvolvimento de veículos híbridos, inclusive para uso em operações comerciais, é outro ponto forte da Ford. O uso da tecnologia híbrida nos veículos autônomos traz vários benefícios para as empresas de serviços, como a maior autonomia. Além disso, os híbridos dispõem da energia necessária para alimentar os sensores e sistemas de computação do veículo, sem impacto significativo na autonomia. Desde que a Ford lançou o seu primeiro híbrido, em 2004, 99,6% de suas baterias de alta voltagem continuam ativas mesmo após o término da garantia.

● Projeto com Propósito: a Ford faz e vai continuar realizando extensas pesquisas com os consumidores para entender suas necessidades e projetar recursos que melhorem seu negócio e a experiência do cliente no transporte de passageiros e mercadorias. Na pesquisa com a equipe da Domino’s, por exemplo, a Ford descobriu que os clientes aprovavam as instruções de voz dadas por alto-falantes para explicar como tirar sua pizza do veículo autônomo ao chegar na sua casa. Na verdade, muitos clientes conversavam com o carro, dizendo “tchau” na sua saída.

● Integração para a Segurança: Para garantir um produto integrado, seguro e confiável desde o início, as equipes que estão projetando, testando e construindo os carros autônomos da Ford trabalham como um só time. Sua parceira de desenvolvimento, Argo AI, é liderada por alguns dos especialistas mais experientes do mercado no desenvolvimento de produtos robóticos e agora conta uma equipe reforçada. Essa sinergia com as equipes de desenvolvimento e manufatura da Ford garante a capacidade de construir veículos autônomos de alta qualidade.


Publicidade


Leia Também:
Anterior:

Próxima:

Publicidade