Jovens apresentam soluções para o trânsito

Entre 6 e 9 de maio, na cidade de Leme, interior de São Paulo, 75 jovens dos
estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais
estarão reunidos para aprimorar projetos de intervenção em suas comunidades
em prol da segurança no trânsito.

Eles foram selecionados para participar da 3ª edição do Fórum da Juventude
Arteris pela Segurança no Trânsito, que investe na formação de jovens
embaixadores para a segurança no trânsito. Entre os projetos, estão soluções
relacionadas a sinalização, mobilidade, cidadania, comportamento seguro e
políticas públicas.

Durante os quatro dias de encontro, eles trocarão experiências (entre seus
próprios pares) e receberão conteúdos, inclusive por meio do diálogo direto
com especialistas, para aprimorar os projetos e ao final do Fórum
apresentá-los às autoridades, agentes, membros de instituições envolvidas
com o tema, entre outros convidados.

O Fórum da Juventude Arteris pela Segurança no Trânsito é um dos resultados
do Projeto Escola Arteris, que há 17 anos atua em cerca de 600 escolas da
rede pública e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAEs), de 150
municípios vizinhos as rodovias administradas pelo Grupo Arteris,
beneficiando, assim, mais de 300 mil estudantes ao introduzir no cotidiano
escolar a educação para o trânsito e conceitos de cidadania.

O Grupo Arteris investe progressivamente neste tipo de encontro porque
acredita que o jovem é um agente de mudança diretamente impactado pela
dinâmica no contexto viário e um ator fundamental para promover um trânsito
mais seguro.

Mais informações

A insegurança no trânsito está entre as principais causas de morte violenta
no mundo. No Brasil, conforme dos dados do Ministério da Saúde os jovens
seguem sendo as principais vítimas fatais no trânsito no país. A faixa
etária com o maior número de óbitos é entre 20 e 29 anos. Em 2015, mais de 9
mil jovens perderam a vida em decorrência de acidentes de trânsito.

E eles sabem isso. Pesquisa realizada em 2017, pelo próprio Grupo Arteris,
com jovens de todo o país, revelou que apenas 2,3% deles consideram o
trânsito seguro. O mais alarmante é que, apesar disso, apenas 28,8% recebem
conteúdo sobre educação para o trânsito nas escolas.

SUGESTÃO DE PORTA-VOZ

Alessandra Vasconcelos. É diretora de Comunicação, Marketing e
Sustentabilidade da Arteris. Administradora de empresas e pós-graduada em
Marketing, com especialização em Administração de Negócios e MBA em Gestão
Estratégica de Negócios. Com mais de 20 anos de experiência e há quatro anos
no Grupo, Alessandra é a responsável pela estratégia de comunicação,
responsabilidade social e sustentabilidade no negócio, priorizando ações de
conscientização e educação para o trânsito.

Maria José Finardi. É coordenadora de Sustentabilidade da Arteris. Graduada
em Pedagogia, pós-graduada em Metodologia de Ensino e com qualificação em
áreas como formação e orientação de projetos interdisciplinares, além de
especialista em Responsabilidade Social e Sustentabilidade Empresarial. Com
mais de 30 anos de experiência na área, há 17 coordena projetos sociais na
Arteris, entre eles o Projeto Escola Arteris, programa de capacitação de
professores e conscientização de alunos da rede pública de ensino, que vivem
nas cidades lindeiras às rodovias sob concessão do Grupo, para a educação e
humanização no trânsito.

Sobre a Arteris – A Arteris S.A. é uma das maiores companhias do setor de
concessões de rodovias do Brasil em quilômetros administrados, com mais de
3.700 km em operação. Por meio de suas dez concessionárias, a Arteris
administra rodovias localizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio
de Janeiro, Santa Catarina e Paraná, importante eixo econômico e industrial
do País. A companhia é responsável pela operação de cinco concessionárias
federais: Fernão Dias, Régis Bittencourt, Litoral Sul, Planalto Sul e
Fluminense. Também detém as concessionárias estaduais Autovias, Centrovias,
Intervias, Vianorte e ViaPaulista, que atuam no interior de São Paulo. A
Arteris é controlada pela espanhola Abertis e pela canadense Brookfield e
mantém programas permanentes de conscientização. Em 2016, recebeu o Prêmio
DENATRAN de Educação no Trânsito, com o Projeto Escola Arteris, programa com
foco na humanização do trânsito por meio da cidadania, ética e convívio
social. Saiba mais: www.arteris.com.br.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: