Porsche Club Brasil proporciona competição na pista e nos boxes em Curitiba

Além da prova Flying Lap, os pilotos das equipes participantes do 57º
Porsche Driving School tiveram uma competição diferente: o Pirelli Porsche
Pit Stop, na qual a missão era simular a troca dos quatro pneus de um Macan
no menor tempo possível.

Velocidade na pista e luta contra o cronômetro nos boxes. O 57º Porsche
Driving School, realizado nos dias 27 e 28 de abril no Autódromo
Internacional de Curitiba, em Pinhais-PR, deu aos concorrentes duas chances
de pontuar no campeonato Porsche Club Cup. Além da prova Flying Lap, na qual
o objetivo é marcar a melhor volta na pista, eles participaram da Pirelli
Porsche Pit Stop, uma simulação de troca de pneus.

O 57º Porsche Driving School estreou um novo formato, no qual a programação
foi feita em conjunto com o Endurance Brasil, campeonato apoiado pela
Stuttgart Porsche. A primeira sessão da Flying Lap aconteceu no final da
tarde de sexta-feira, com temperatura amena. A segunda foi realizada no
sábado, por volta de meio-dia, com sol e forte calor, e antecedeu a largada
da 4 Horas de Curitiba, prova de abertura do Endurance Brasil. Devido às
condições do clima e da pista em cada sessão, praticamente todos os
participantes da Flying Lap (aproximadamente 60 inscritos) estabeleceram
seus melhores tempos na sexta-feira.

No Pirelli Porsche Pit Stop, os pilotos das equipes da Porsche Club Cup
tinham a missão de simular a troca dos quatro pneus de um Porsche Macan.
Cada equipe designou um capitão, responsável por abrir o cronômetro e trocar
a primeira roda. A partir daí, cada equipe era livre para se organizar para
a troca da segunda e da terceira roda, cabendo ao capitão apertar os
parafusos da última roda e então fechar o cronômetro. Parecia fácil, mas
além da pressão natural de fazer a troca rapidamente havia o tempo limite de
dez minutos estabelecido pelo regulamento – a equipe que estourasse esse
prazo seria considerada “não classificada”. Como se não bastasse, as trocas
foram feitas sob enorme algazarra devido às brincadeiras, apupos e
imprecações dos concorrentes. Diante de todos esses “obstáculos”,
destacou-se a equipe Aquila Racing, que trocou os quatro pneus em pouco mais
de quatro minutos.

No lounge da Stuttgart Porsche, os convidados puderam apreciar os detalhes
do novo 911 Carrera T, uma variação esportiva da versão de entrada do 911, e
de seu “inspirador”, o 911 T de 1968. Também estiveram expostos quadros
temáticos do artista Roberto Muccillo e parte do acervo de miniaturas de
Porsche do colecionador Tell Araújo. As mulheres dos convidados tiveram à
disposição os serviços de um mini spa e as crianças se entretiveram no
espaço kids, com desenhos de modelos Porsche para colorir.

Com os resultados de Curitiba, a equipe Gulf lidera a Porsche Club Cup com
157 pontos, com Aquila Racing (145), Eagle’s Team (140), Lado B da Força
(136) e Handicup (120) completando os cinco primeiros lugares.

O 57º Porsche Driving School teve patrocínio de Stuttgart Porsche, Pirelli,
Banco Safra, Marsh Seguros, BSS Blindagens e Porto Seguro Auto Premium.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: