FRAS-LE APURA BONS RESULTADOS NO PRIMEIRO TRIMESTRE

A Fras-le colhe os frutos de sua estratégia de expansão e de
internacionalização e apura bons resultados no primeiro trimestre de 2018. A
receita líquida consolidada somou R$ 246,6 milhões, 39,0% superior ao
primeiro trimestre de 2017 e 11,3% maior que o quarto trimestre de 2017. O
lucro bruto consolidado do 1T18 de R$ 62,8 milhões, influenciado pelo melhor
nível de receitas no trimestre, apresentou evolução de 61,2% comparado aos
R$ 38,9 milhões do 1T17. Parte desta evolução está relacionada às novas
empresas adquiridas e/ou constituídas recentemente, entre as quais: Jurid do
Brasil em Sorocaba, ASK Fras-le na Índia, Armetal e Farloc na Argentina e
Fanacif no Uruguai.

No 1T18, o desempenho operacional foi significativamente superior aos
trimestres anteriores por um impacto positivo gerado pela reavaliação e
consequente contabilização dos ativos da adquirida Jurid do Brasil, o que
influenciou positivamente o resultado operacional, gerando um ganho de R$
52,5 milhões. O EBITDA, com este valor adicional, chegou a R$ 80,7 milhões.
“Tem sido recorrente na estratégia da Companhia a busca por expansão,
fortalecimento de posição de mercado, robustez na rentabilidade e
internacionalização, através de ações que se mostraram eficientes”, afirma
Sérgio Carvalho, Diretor Presidente da Companhia, lembrando que a Fras-le
mantém seu olhar atento às oportunidades que possam se apresentar a nível
mundial, sendo que atualmente as operações externas ao Brasil representam
53% dos negócios da Fras-le.

Após as recentes aquisições, o portfólio de produtos sofreu alteração na
sua composição. O grupo de materiais de fricção permanece com maior
participação (80,7% da receita líquida) liderado por lonas de freio para
veículos comerciais, que atingiu 12,7 milhões de peças vendidas no 1T18,
seguido por pastilhas de freio com 7,7 milhões de peças comercializadas,
sendo este componente o que mais agregou itens em decorrência das novas
empresas adquiridas.

Em relação ao grupo de produtos diversos, foi necessário separar os volumes
de vendas por subgrupos de componentes, devido à ampliação do portfólio. Até
o momento, destacam-se com maior representatividade os componentes para
motor, com 2,5 milhões de peças vendidas no 1T18. Também compõem este grupo
componentes para o sistema de freio e de suspensão, líquidos envasados e uma
série de outros itens diversos, todos relacionados a autopeças.

EXPORTAÇÕES – As exportações a partir do Brasil somaram US$ 18,8 milhões no
1T18, número que representou uma evolução de 28,8% em comparação ao 1T17, e
levemente superior na média trimestral das exportações de 2017. Nas vendas
para o Nafta, a performance foi robusta, com Estados Unidos e México
crescendo bastante. Nas exportações para a Argentina, março encerrou com uma
carteira de pedidos alta. Na região da América Central e Caribe já é
possível ver os primeiros benefícios com a implementação do warehouse na
Colômbia, no final do ano passado, o qual atende essa região, onde a Fras-le
também obteve melhor desempenho. A Companhia também tem conseguido
conquistar novos negócios no Oriente Médio, fato importante para o horizonte
de crescimento no médio prazo.

MERCADO EXTERNO – O faturamento em moeda estrangeira, além de refletir os
fatores que influenciaram as exportações, também soma o desempenho das
controladas, agregando também as vendas das novas unidades fora do Brasil,
Armetal, Farloc, Fanacif e ASK Fras-le. Com isso o faturamento no mercado
externo totalizou o equivalente a US$ 40,2 milhões no 1T18, que representa
uma evolução de 63,2% comparado ao 1T17. Considerando o total faturado no
mercado externo neste 1T18, o montante de US$ 21,4 milhões (após as
eliminações das vendas intercompany) é proveniente das unidades controladas,
sendo que US$ 12,6 milhões correspondem às novas operações adquiridas
recentemente.

LUCRO LÍQUIDO – O lucro líquido consolidado do 1T18 também absorveu em seu
desempenho os efeitos do cálculo de Mais Valia dos ativos e, ainda, o valor
de R$ 17,8 milhões de Imposto de Renda Diferido, sobre este cálculo. Com
estas variáveis, o lucro líquido do 1T18 somou R$ 44,6 milhões, atingindo
uma evolução superior a 4 vezes ao lucro líquido do 1T17.

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: