[Maio Amarelo] Salão Moto Brasil abraça Maio Amarelo em prol da segurança no trânsito

Preocupação com elevado número de vítimas de acidentes integra programação
do evento do segmento duas rodas que acontece no Riocentro de 25 a 27 de
maio.

Com o objetivo de oferecer ao apaixonado por duas rodas o mais completo
evento do segmento, o Salão Moto Brasil vai além de novidades e atrações.
Abraçando o movimento Maio Amarelo, o evento oferece palestras e educação
aos motociclistas, afinal, o trânsito deve ser seguro para todos seja qual
for a situação.

Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para redução de
acidentes de trânsito que tem nesta 5ª edição o tema “Nós somos o trânsito”.
Segundo o DataSUS, no Brasil mais de 37,3 mil pessoas morrem todos os anos
vítimas de acidentes de trânsito.

No ano em que o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) completa 20 anos de
vigência, de acordo com estudo feito pelo Observatório Nacional de Segurança
Viária (ONSV), foram gastos aproximadamente R$ 36 bilhões por ano com
acidentes de trânsito nestas duas décadas, no total de R$ 720 bilhões.

Mais do que valores gastos, é preocupante o número de sequelas e vidas
perdidas. No mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS),
cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem anualmente em acidentes de trânsito.
“Os dados são alarmantes e com a mudança de data de janeiro para maio, o
Salão Moto Brasil abraçou com mais força a causa do movimento Maio Amarelo
que vem ao encontro com nossas diretrizes”, afirma Gustavo Lorenzo,
organizador do evento.

Por este motivo, e como aconteceu nas edições anteriores, o Salão Moto
Brasil programou palestras diárias de educação e informação. As vagas são
limitadas e serão abordados temáticas variadas com destaque à segurança e
bem-estar do motociclista no trânsito.

“Acreditamos no ensino e na divulgação de informações para ajudar na
formação de motociclistas conscientes. Também é o nosso papel enquanto
evento que valoriza o motociclista e tudo que o envolve”, diz Gustavo
Lorenzo, organizador do evento.

É o caso da palestra do piloto Leandro Mello, por exemplo, que abordará
conhecimentos gerais sobre a motocicleta e a pilotagem defensiva. “Através
de um bate-papo descontraído, gosto de dar dicas desde a postura sobre a
motocicleta até os principais cuidados com o veículo”, explica Leandro
Mello. “Sempre deixo espaço aberto para perguntas e essa interação funciona
perfeitamente”, ele complementa.

O Salão Moto Brasil tem como apoiadores institucionais AMO-RJ (Associação
dos Motociclistas do Rio de Janeiro), DETRAN-RJ, FMCRJ (Federação de
Motoclubes do Rio de Janeiro), ONSV, Rio Convention & Visitors Bureau e
RIOTUR.



Leia Também:
Anterior:

Próxima: