Ciro, Marina e Haddad herdam de Lula a mesma quantidade de votos, diz pesquisa BTG/FSB

Os candidatos à Presidência Ciro Gomes(PDT) e Marina Silva (Rede) e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) herdam de Lula a mesma quantidade de votos, segundo pesquisa* encomendada pelo banco BTG e feita pelo Instituto FSB Pesquisa. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (3) e mediu o potencial de transferência de votos do ex-presidente, que teve a sua candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na noite da última sexta-feira (31).

Segundo a pesquisa, os maiores herdeiros de Lula são Ciro, Haddad e Marina. Cada um deles herda 15% dos votos do ex-presidente. Depois, aparecem Jair Bolsonaro (PSL) e Geraldo Alckmin (PSDB), ambos herdando 8%. Já 22% responderam “ninguém/nenhum”, 8% não sabem ou não responderam e 6% disseram votar branco/nulo. Os demais candidatos aparecem com 1% ou 0%.

ENTENDA >>> Eleição sem Lula: o que ocorreu após a decisão do TSE. E o que vem por aí

Para medir o potencial de transferência de votos, a pesquisa elencou como vota no cenário com Fernando Haddad como candidato do (PT) quem disse que votaria em Lula no cenário em que constava o nome do ex-presidente. Como o levantamento foi registrado no TSE na última terça-feira (28), antes da decisão da Justiça Eleitoral de barrar a candidatura de Lula, a pesquisa trouxe um cenário contendo o nome do ex-presidente.

Nesse cenário, Lula lidera com 37% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro com 22%. Na simulação com Haddad como candidato do PT, Bolsonaro aparece na primeira colocação, com 26% das intenções de voto, e três candidatos estão empatados tecnicamente em segundo lugar e disputam, consequentemente, uma vaga no segundo turno: Ciro Gomes com 12%, Marina Silva com 11% e Geraldo Alckmin com 8%. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Metodologia

* Pesquisa encomendada pelo banco BTG e feita pelo Instituto FSB Pesquisa de 1 de setembro de 2018 a 2 de setembro de 2018 com 2000 entrevistados em todo o Brasil, por telefone. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-01057/2018.

Mais na Gazeta do Povo!

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: