Quarta edição do Michelin Best Driver chega com inovações

O Brasil conseguiu reduzir o número de mortes por acidentes de trânsito em 19,4% ao longo das últimas duas décadas – índice ainda muito longe da meta assumida com a Organização das Nações Unidas (ONU), em novembro do ano passado, que prevê a redução à metade das mortes por acidente de trânsito. De acordo com os dados do Ministério da Saúde, há 20 anos atrás, o Brasil registrava 22,6 mortes por acidente de trânsito por 100 mil habitantes.

A redução em 50% dos acidentes de trânsito é o principal objetivo de um conjunto de 12 metas voluntárias de desempenho global para a segurança no trânsito fixadas pelos Estados-Membros da ONU (incluindo o Brasil) dentro do âmbito dos indicadores estabelecidos para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). O trânsito mais seguro foi incluído na ODS 3 (boa saúde e bem-estar) e ODS 11 (cidades e comunidades sustentáveis).

De acordo com os dados do DPVAT divulgados neste mês, o número de mortes por acidentes de trânsito caiu 2% entre janeiro e julho de 2018, frente a igual período do ano passado. Apesar de ações como a fiscalização da alcoolemia (a Lei Seca), o país ainda não foi capaz de melhorar a proteção de jovens entre 18 e 34 anos de idade, que representam 47% dos acidentados.

Para estimular o debate e alertar a sociedade sobre riscos para os jovens, a Michelin lança hoje a 4ª edição do Programa Michelin Best Driver, voltado para a conscientização dos jovens sobre a importância da direção segura e em especial do uso do cinto de segurança. Pela primeira vez, o programa levará o simulador de capotagem a universidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. O simulador também ficará aberto ao público na Praia de Copacabana, durante a Semana Nacional do Trânsito, celebrada em setembro. O programa conta com a parceria da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e suas 10 regras de ouro.

“A melhor forma de impactar as pessoas é oferecer experiências. Quem entrar no simulador terá a mesma sensação de um acidente e sentirá como o cinto de segurança pode salvar vidas. O objetivo é que saia com a responsabilidade de ser um motorista melhor”, explica Adriana Shoshan, diretora de Marketing da Michelin América do Sul. “A missão do Michelin Best Driver é contribuir para a maior segurança no trânsito e estimular o debate para alertar a sociedade sobre riscos para os jovens, que são o grupo com maior índice de mortes por acidentes”, complementa Gilmar Batista, coordenador do programa. Para o especialista em trânsito e consultor do Michelin Best Driver, Eduardo Biavati, a universidade é o melhor lugar para conscientização dos jovens.“Precisamos formar bons motoristas e mostrar as tragédias ocasionadas pela má direção. Quantos jovens morrem ou tornam-se pessoas com deficiência, às vezes, por uma simples distração ao volante? A consciência como motorista, passageiro ou pedestre precisa ser de todos. Sem dúvidas, a experiência dentro do simulador convence de que o cinto de segurança é um item essencial e deve ser usado em qualquer trajeto”, reforça Biavati.

O embaixador da edição 2018 do programa é o atleta Fernando Fernandes, tetracampeão mundial de paracanoagem, que ficou paraplégico após um acidente automobilístico em 2009. Vítima do trânsito, ele investe parte do seu tempo em compartilhar sua experiência em prol da sensibilização das pessoas para um trânsito mais seguro.

“O acidente foi uma combinação de imprudências, mas a pior de todas foi a ausência do cinto. Talvez, se eu estivesse com o cinto, o choque teria sido amenizado. Faço questão de participar do Programa Michelin Best Driver porque é uma importante oportunidade de mostrar aos jovens que trânsito mata mais que arma de fogo, por exemplo. Medidas simples, como usar o cinto de segurança, por exemplo, salvam muitas vidas”, conta Fernando.

PROGRAMAÇÃO 2018

  • 04 de setembro – Lançamento do Programa Michelin Best Driver no Rio de Janeiro
  • 11, 12 e 13 set | Mackenzie
  • 18, 19, 20 de set | Facha
  • 22 e 23 de set | Praia de Copacabana
  • 02, 03 e 04 de outubro. |Universidade em Campinas

Canal com jovens

Para chamar a atenção e engajar os jovens na segurança no trânsito, o programa convidou os YouTubers Amanda Pontes, Mariana Torquato, Danilo Nogy, Victor Lamoglia, Rafael Machado e Gabriel Bernardo, que ficaram encarregados de conscientizar motoristas e pedestres sobre as “Regras de Ouro da Fia”, fundamentais para a redução de acidentes e o aumento da segurança no trânsito.

Michelin e a segurança no trânsito

A missão da Michelin é contribuir para a melhor mobilidade, com o compromisso de oferecer aos clientes, por meio de produtos e serviços, mais eficiência, menor impacto ambiental e, principalmente, mais segurança. Há mais de meio século, a companhia atua em diversas ações em prol da segurança no trânsito. Em parceria com os revendedores, a Michelin realiza a campanha “Pressão Certa” para informar os motoristas sobre a pressão correta nos pneus e conscientizar de que esse é um item fundamental de segurança, quase sempre relegado a segundo plano. A empresa também atua em iniciativas de sensibilização e educação para o trânsito em parceria com o DETRAN e com programas lançados por instituições como o GRSP – Global Road Safety Partnership, que atua na Ásia e no Brasil, e o apoio à divulgação das GOLDEN RULES (Regras de Ouro no Trânsito) da FIA – Federação Internacional de Automobilismo.

As regras de ouro da FIA

1 – Usar sempre cinto de segurança – Sou responsável por todos os passageiros;

2 – Respeitar o código da estrada – As regras existem para nos proteger a todos;

3 – Respeitar os limites de velocidade – O meu carro é feito de metal, mas os pais e as crianças não;

4 – Verificar os meus pneus – Quanto ao desgaste e a pressão, incluindo o sobressalente;

5 – Conduzir sóbrio – Quando estou embriagado ou sob o efeito de drogas, sou um perigo na estrada;

6 – Proteger os meus filhos – Mantendo-os seguros em cadeiras adequadas;

7 – Manter-me atento – Sou um perigo quando falo ao telefone ou envio mensagens;

8 – Parar quando estiver cansado – Chegar atrasado é melhor do que nunca chegar;

9 – Usar capacete – As motos e as bicicletas não protegem a minha cabeça;

10 – Ser cortez e atencioso – Respeitar os outros condutores.

Fonte: www.approach.com.br

*Evento a convite da Michelin do Brasil

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: