Processo de Lula no caso tríplex passa do TRF-4 para o STJ

Chegou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), no início da tarde desta quinta-feira (6), o processo contra o ex-presidente Lula referente ao tríplex do Guarujá. O caso foi enviado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), onde acabaram os prazos e movimentações processuais. 

É nesse processo que o petista cumpre pena de 12 anos e um mês por corrupção e lavagem de dinheiro na sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba (PR). E também por conta dessa condenação foi considerado inelegível. 

DESEJOS PARA O BRASIL: Uma política moralmente exemplar

Na última sexta (31), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu o ex-presidente de disputar eleição neste ano e mandou o PT substituir a chapa registrada Lula-Haddad até a próxima terça (11). 

Defesa de Lula já apresentou três recursos

A estratégia petista é manter o nome de Lula vivo, em foco, o máximo de tempo possível, de forma a evitar um enfraquecimento político ainda maior dele. 

Por isso, a defesa de Lula já apresentou três recursos nas instâncias superiores desde terça (4). Um deles foi negado nesta madrugada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Outro está com Celso de Mello, também do STF. O terceiro, no TSE. 

SAIBA MAIS: Entenda a chuva de recursos de Lula no STF contra inelegibilidade

A expectativa é que os advogados entrem, ainda, com um quarto recurso no STJ para tentar suspender os efeitos da condenação de Lula e, assim, garantir que ele concorra à Presidência.  Porém, o presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, afirmou que pretende levar o caso de Lula a julgamento só daqui a 30 ou 40 dias.

Mais na Gazeta do Povo!

Mais...


Leia Também:
Anterior:

Próxima: